Aberração. É assim que o deputado estadual Guilherme Almeida (PSB) classificou a atitude de algumas lideranças do PSB que se levantaram contra a possibilidade dele assumir cargo de secretário no governo Maranhão III. Guilherme Almeida, que dará lugar a Nadja Palitot (PSB) na Assembléia, declarou que não teme retaliação partidária e disse que entra com pedido de licença de deputado na próxima segunda-feira (2), desde que confirmado sua nomeação para Secretaria de Interiorização do Governo do Estado.

“Mostrem-me qual foi o crime de infidelidade partidária que estou cometendo. Isso é uma aberração inimaginável. Sou filiado do partido e estou tendo a honra de poder contribuir com um governo que faz parte da base aliada do PSB. Não posso fugir dessa responsabilidade. Seria uma fraqueza de minha parte e um desrespeito a Campina Grande”, declarou.

O PSB se reúne hoje à noite para avaliar a convocação de Guilherme Almeida para Maranhão III. O convite revoltou militantes do PSB ligados ao prefeito Ricardo Coutinho (PSB). Eles consideraram um desrespeito ao prefeito à abertura de vaga para Nadja Palitot. Para Guilherme Almeida, estão fazendo tempestade em copo d’água. “Uma questão menor como essa. Nadja já declarou que não fará oposição ao prefeito até porque está assumindo cadeira na Assembléia e não na Câmara”, disse.

Ontem, o deputado recebeu a solidariedade do deputado federal Manoel Júnior, também do PSB.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

RC cobra investigação para arrombamento de escritório em JP

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente da Fundação João Mangabeira, está cobrando investigação para apurar o arrombamento de seu escritório, em João Pessoa, ocorrido na noite de ontem,…

Dois extremos: vereador da Capital pode trocar PCdoB por PSL

Eleito pelo Partido Comunista Brasileiro nas eleições de 2016 para um mandato de quatro anos como vereador de João Pessoa, o secretário do Procon de João Pessoa, Helton Renê, pode…