A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Governo começa a flexibilizar algumas medidas rigorosas

Servidores Públicos à disposição: Governo começa a flexibilizar algumas medidas rigorosas

Depois da tempestade, vem a bonança. Já no final do nono mês de gestão, o atual Governo do Estado vai quebrando aos poucos as medidas rigorosas impostas no inicio do ano, por conta do desajuste nas contas públicas.

Dois sinais ficaram claros já em julho deste ano: ao mesmo tempo em que retomou a liberação de recursos para apoio a eventos nos municípios ou mesmo a realização direta deles – como foi o caso deste mês em Areia, com o Festival de Cultura e Artes local. Uma outra sinalização: o anúncio de concurso público para o inicio do próximo ano, de mil vagas, com vistas à contratação de professores.

Na edição do Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 27, mais um sinal claro de flexibilização: a Secretaria de Administração vai aos poucos voltando a colocar à disposição de outros órgãos servidores da administração direta. Uma das medidas duras adotadas pelo governador em seu primeiro ‘pacote’ foi justamente estabelecer o retorno de todos os que estavam à disposição.

Em atos assinados pela secretária Livânia Maria da Silva Farias, da Administração, 10 portarias consecutivas colocam servidores à disposição de prefeituras (Pedras de Fogo, Malta, Tavares, João Pessoa, Emas e Mulungu), como também para instituição como a UFPB ou mesmo à Assembleia Legislativa.

Giucélia

Um dos casos que chamam a atenção é o da ex-secretária de Desenvolvimento Humano do Governo Maranhão, Giucélia Figueiredo. Lotada na Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, ela foi colocada à disposição do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Giucélia vai assumir a Delegacia de Deenvolvimento Agrário do Estado. Mesmo recebendo originalmente pelo órgão de origem, a portaria de Livânia estabelece que o ministério vai ressarcir o Estado do salário da ex-secretária.

 

Marcos Alfredo.com.br

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe