A Paraíba o tempo todo  |

Governador terá programa de rádio

O governador Ricardo Coutinho (PSB) me disse neste domingo, que ele provavelmente reativará o programa semanal de rádio – utilizado por seus diversos antecessores no cargo – para divulgar as principais ações realizadas por sua administração, sobretudo junto à população mais carente do interior do Estado, que prefere este meio bastante popular de informação.

Estudo de viabilidade técnica

Mas, por enquanto, não há nada confirmado, quanto ao formato, duração, equipe de apresentação, produtores, data da estréia, etc, pois somente o secretário de Comunicação Institucional, Nonato Bandeira (PPS, na foto ao lado) poderá confirmar a possibilidade técnica de levar ao ar o referido programa radiofônico, pois ele é quem está responsável por isto.

Cadeia estadual foi criada há 23 anos

Este tipo de programa semanal foi inicialmente criado pelo ex-governador Tarcisio Burity (PMDB, já falecido) durante seu 2º mandato, a partir de 1987. Ele falava sozinho ao microfone, num monólogo com uma hora de duração, gerado diretamente dos estúdios da rádio Tabajara da Paraíba (AM 1.110 kHz).

Tabajara é a emissora oficial

Seu sucessor no Palácio da Redenção, Ronaldo Cunha Lima (1991 a 1993), optou pela geração do programa “Palavra de Honra” a partir dos estúdios da rádio Correio (98 FM), sempre às segundas-feiras à tarde, passando a ser entrevistado por Luiz Otávio (já falecido), ao invés de utilizar a emissora oficial do Estado.

Ora gravado, ora ao vivo

José Maranhão (PMDB), logo após a morte do ex-governador Antônio Mariz (do mesmo partido político dele), em 1995, também adotou o mesmo modelo, porém diminuindo a duração do programa para apenas meia-hora, retornando ao sistema de geração pela Tabajara e de vez em quando gravando antecipadamente as falas dele, concedidas ao jornalista Nonato Guedes, para veiculação em cadeia estadual sempre às quintas-feiras à tarde.

Formato e duração são parecidos

Já com a posse do vice-governador Roberto Paulino como titular do cargo, em 2002, o programa passou a ser apresentado por Fábia Carolino, tendo sido mantido o mesmo estilo e nome da sua versão anterior, que era “Palavra do Governador”.

Ouvintes podem fazer perguntas

Cássio Cunha Lima (PSDB), logo depois de empossado no Governo do Estado, retornou o programa de rádio oficial para as segundas-feiras, adotando o nome de “Boa Tarde, Paraíba” e escolhendo o advogado Adelton Alves como seu entrevistador. A duração e o formato do programa foram sendo modificados ao longo dos seis anos de seu mandato, devido à introdução da participação de ouvintes por telefone (ora gravados, ora ao vivo).

Só muda o dia e a hora

No retorno de Maranhão ao poder, de 2009 até o início do ano passado, quando por força da Legislação Eleitoral o programa saiu do ar, durante o período vedado a propaganda institucional de cunho pessoal (focada na figura do governante de plantão), o programa passou a ser apresentado por Edileide Villaça, com direção de Verônica Guerra, sendo gravado nas segundas-feiras à noite para veiculação nas manhãs seguintes de terça-feira, com 30 minutos de duração.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe