Por pbagora.com.br

 O governador em exercício, Adriano Galdino, realizou despachos administrativos na tarde dessa segunda-feira (2), no Palácio da Redenção. Na ocasião, recebeu deputados estaduais e se reuniu com o secretário de Estado da Comunicação Institucional, Luís Tôrres; com o sub-comandante geral da Polícia Militar, coronel Almeida; com o secretário executivo da Infraestrutura e dos Recursos Hídricos, Deusdete Queiroga e o chefe de gabinete do governador, Nonato Bandeira.

 

 

Adriano Galdino disse que a reunião teve o objetivo de definir as agendas dos próximos dias. “Definimos os trabalhos a serem realizados nos próximos dias. Nesta terça teremos uma série de reuniões com secretários de governo. Já na quarta-feira pela manhã, apresentaremos os números da segurança pública e lançaremos a Operação Verão, que consiste no planejamento das forças de segurança durante esse período”, destacou o governador em exercício.

 

 

Ainda nesta segunda-feira, os deputados estaduais Hervázio Bezerra, Edmilson Soares, Estela Bezerra, Genival Matias e Trócolli Júnior realizaram uma visita de cortesia ao governador em exercício.

 

Para o deputado Hervázio Bezerra, mais uma vez o governador Ricardo Coutinho prestigia a Assembleia Legislativa ao transmitir o cargo a Adriano Galdino. “É o reconhecimento ao trabalho de Adriano Galdino e ao trabalho do colegiado na Assembleia Legislativa. Nós estamos aqui para abraçar um companheiro de luta e nos colocando à disposição para acompanhar o governador Adriano em sua agenda”, ressaltou o líder da bancada do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba.

 

Secom-PB

 

fotos: Roberto Guedes

 

Notícias relacionadas

Bruno defende volta de Cássio à cena política: “Tem importância e grandeza”

Bruno Cunha Lima (PSD), prefeito de Campina Grande, defendeu, durante entrevista nesta quinta-feira (13), que o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) seja candidato nas eleições do ano seguinte. Ele cogita,…

Frente formada por PSB, PV, PCdoB, PT e PSOL não faz oposição a João Azevêdo

A frente formada pelos partidos PSB, PV, PCdoB, PT e PSOL, que se uniram contra o facismo e a favor da população para as eleições de 2022 não tem o…