Por pbagora.com.br

O Governo da Paraíba iniciou os estudos para implantar o ‘novo normal’ no Estado para a retomada econômica no pós-pandemia. A informação foi revelada pelo governador João Azevêdo (Cidadania), em entrevista ao programa Fala Governador, nesta segunda-feira (25) ao falar sobre a nova realidade,  rotina e costumes que serão adotados daqui pra frente. Apesar do anúncio, ainda não há data confirmada para a implementação das medidadas. De acordo com o governador, a prioridade continua sendo salvar vidas, e no ‘momento certo’ as medidas para aquecer a economia serão instaldas.

“Temos uma equipe voltada de planejamento, gestão financeira, fiscal e juntamente com outras entidades, coletando informações de todos os planos elaborados fora do Brasil para que a gente possa no momento adequado apresentar à sociedade e aos segmentos da economia como nós podemos retomar. Isso não vai ficar indefinidamente fechado, em determinado momento, vamos ter que abrir segmentos que possam funcionar atendendo o que chamamos de ‘novo normal’, com distanciamento, máscaras”, disse.

Conforme Azevêdo, o plano será apresentado em reuniões com segmentos econômicos, empresários, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, de Contas, Ministérios Públicos, para que os órgãos tenham conhecimento da proposta.

“Temos que entender que ações e medidas qualquer que seja de retomada tem que levar em consideração cada região. Municípios que tiveram 1 caso e não tiveram crescente, podem trabalhar de uma forma. Entretanto, outros, com taxa de contágio muito alta, têm que ser tratados de outra forma”, declarou.

João detalhou que a proposta passa pela Secretaria de Saúde do Estado, e conta com 6 parâmetros e 4 níveis.

“Serão estratégias para que a gente possa identificar município a município que tipo de funcionamento cada município deve ter. Logo, logo estaremos apresentando à população um modelo que poderemos começar a implementar, e se não funcionar, e os números subirem, vamos ter que voltar a restrição”, emendou

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Geraldo defende compra de vacinas independente da origem

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, defendeu a aquisição das vacinas que primeiro forem disponibilizadas, independentemente da origem de fabricação. A declaração ocorre na mesma semana que o…

TRE recebeu mais de 600 denúncias de crime eleitoral no app Pardal; maioria em JP

Até a noite desta quarta-feira (21), através do app Pardal, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) recebeu mais de 640 denúncias de supostas irregularidades cometidas durante a campanha eleitoral…