O Sistema Correio trabalha igualzinho a uma fábrica de idéias que projeta cada passo milimetricamente de olho no poder político da Paraíba, tratando as notícias como paixão e negócio empresarial. Neste imbróglio todo do novo governo Maranhão III, ninguém parou para pensar na ida de Lena Guimarães para secretaria de Comunicação e na volta de Walter Galvão para o Sistema Correio.

A princípio todos devem imaginar que Lena foi uma indicação de Roberto Cavalcanti. Faz sentido? Particularmente não acredito muito nisso não.

Numa visão romântica, Lena era a filhona de Roberto que Maranhão roubou sem acertar as contas com o pai. Quer saber mais? Isso não significa nem de longe uma ruptura entre Zé Maranhão e Roberto Cavalcanti.

O que Bob queria era ser Senador e mandar pras cucuias seus cento e tantos processos. Até aqui todos devem concordar.

O detalhe desta jogada toda foi Roberto Cavalcanti pinçar Walter Galvão do núcleo Girassol para ser editor geral no lugar de Lena Guimarães. Porque Galvão?

Lena Guimarães nunca digeriu em sua editoria o nome de Ricardo Coutinho. Isso sempre foi público e notório. Walter Galvão é homem de total confiança de Ricardo e desafeto público de Maranhão.

Quem não lembra o episódio que revelou a paternidade da filha de Maranhão? Foi Walter Galvão o pai da notícia. Para não ser demitido a pedido de Zé, foi remanejado para editoria geral do programa Tony Show.

Para quem aposta na ruptura entre Correio e Ricardo, pode tirar essa idéia da cabeça.

O recado do Sistema Correio para Maranhão é que dentro daquela casa, não há distâncias que os separem, do poder, seja Estadual ou da Capital. Por isso o nome de Galvão na editoria do Jornal, com o aval de Ricardo Coutinho.

Roberto apostará tudo em 2010, não importando de que lado e qual caminho tenham que percorrer para se manter na imunidade do senado.

E como quem diz popularmente: “Não tirem onda que pro lado que eu pender o estrago poderá ser grande”

Ou seja, ao invés de um, agora o Sistema Correio tem dois reféns: Ricardo e Maranhão.

Na Paraíba de Roberto Cavalcanti,  não há poder sem Sistema Correio, nem Sistema Correio sem poder.

e-mails para coluna no [email protected]

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Petista reage a possível cobrança de pedágio nas BRs da PB: “Privataria cega”

O deputado estadual Anísio Maia (PT) tachou como “privataria cega” a possibilidade de cobrança de pedágio nas BRs 230 e 101. Na semana passada o presidente Bolsonaro informou que iria…

PSB Nacional se exime de responsabilidade sobre impasse e esclarece que não houve intervenção

“Não agi direta ou indiretamente para que isso ocorresse”. A declaração é do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, ao negar, em entrevista nesta segunda-feira (19), a tese de intervenção…