“Bom seria que essas emendas fossem ainda este ano, mas convenhamos. O governo enfrente muitas dificuldades”, disse o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (PSB), sepultou a possibilidade de aprovação das emendas impositivas dos deputados para o próximo ano. Destacando que as mesas só serão aplicadas em 2021.

Podemos fazer uma comparação. Há 8 anos, Ricardo Coutinho chega ao governo. Cássio tinha sido cassado e tinha negociado muitos empréstimos com o Governo Federal. José Maranhão assume e só consegue liberar um terço desses empréstimos. Ricardo assume e com sua capacidade conseguiu liberar quase R$ 1 bilhão de empréstimo. Ricardo pega Lula e pega Dilma e eles começaram, simbolicamente, a pagar uma dívida histórica que a União tem com o povo nordestino. E assim, liberaram R$ 3 bilhões para o Estado em recursos novos”, disse o presidente da ALPB sobre a aprovação das emendas impositivas pelo governador João Azevêdo.

Porém Galdino disse que já existe um entendimento com o governador João Azevêdo (PSB) para inclusão de recursos no orçamento no sentido de que as emendas sejam executadas em 2021.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governo promove de 21 e 25 deste mês o 14º Mutirão de Renegociação de Dívidas em Campina

Entre os dias 21 e 25 de Outubro, Campina Grande irá receber o 14º Mutirão de Renegociação de Dívidas, uma iniciativa do Governo do Estado da Paraíba, através do PROCON…

Superintendente do Dnit-PB garante retomada das obras de triplicação da BR-230 para 2ª

Os prejuízos com a paralisação das obras de triplicação da BR-230 devem durar até a próxima segunda-feira (21), quando o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes na Paraíba…