O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB) confirmou, durante entrevista à imprensa ontem (10), que deixará os quadros do PSB paraibano assim que uma janela partidária for aberta. Apesar de ter culpado Ricardo Coutinho e o presidente nacional, Carlos Siqueira, pelos problemas no PSB, Galdino admitiu que ele é “o maior líder” e, por ter grande apoio popular, poderá concorrer à Prefeitura de João Pessoa em 2020.

“Ricardo Coutinho é nosso maior líder do PSB. Se ele quisesse ser presidente do PSB, ele deveria ter consultado todo mundo antes, mas da maneira como ele fez, humilhando amigos… Ricardo errou e muito e é responsável por essa crise. (Apesar disso), no ano que vem ele pode concorrer; não estou dizendo que é o melhor, mas que tem mais apoio popular”, pontou Galdino.

Ele adiantou que tem recebido convites de várias agremiações como PRB, Avante e PTB e aconselhou o governador João Azevêdo (PSB) a fazer o mesmo. Porém no seu caso, disse que só mudará de sigla se for para coordenar estatualmente a nova sigla.

 

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ministro da Educação chama mãe de seguidora de “égua desdentada”

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, respondeu a uma usuária do Twitter chamando a mãe dela de “égua sarnenta e desdentada”. O comentário foi uma resposta a críticas que Weintraub…

Sem Ricardo Coutinho no páreo, Galdino prevê eleição de ‘anões’ em JP

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Adriano Galdino (PSB) fez uma análise do cenário que se forma para a disputa eleitoral pela prefeitura de João Pessoa, em 2020,…