O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba,no âmbito da Operação Calvário, apresentou, nesta quinta-feira (4), nova denúncia contra o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho por  envolvimento em suposto esquema de desvio de recursos públicos no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

Ricardo, segundo o Gaeco, é acusado de ter comandado uma organização criminosa instalada no governo do Estado entre os anos de 2011 e 2018. A atual denúncia versa sobre indícios de corrupção em contratos firmados pela Cruz Vermelha Brasileira com o governo do Estado para gerir o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

Além do ex-governador, também foram denunciados Daniel Gomes da Silva, Livânia Farias, Waldson de Souza, Jovino Machado da Nóbrega, Ney Suassuna, Aracilba Rocha, Fabrício Suassuna, Otto Hinrichsen Júnior, Edmon Gomes da Silva, Saulo de Avelar Esteves, Gilberto Carneiro da Gama e Sidney da Silva Shmid.

A denúncia aponta que “segundo constatado, o inédito modelo de gestão pública no Estado da Paraíba somente foi concretizado após prévio pagamento de propina e fraude ao processo de dispensa de licitação n° 27/2011, atos necessariamente precedentes ao CONTRATO DE GESTÃO N° 01/2011, que marcaria o início de um modelo de governança regado à corrupção, tingido pelo desvio de recursos públicos em prol de agentes políticos”.

O suposto desvio de recursos, segundo a denúncia, teria provocado prejuízo de R$ 20 milhões só nos contratos do Hospital de Emergência e Trauma durante a gestão da Cruz Vermelha Brasileira .

O MPPB pede a condenação dos denunciados,além da devolução de mais de R$ 6 milhões.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim aprova socorro às micro e pequenas empresas na Câmara

Objetivo da MP 975, de relatoria do deputado Efraim Filho, é conceder crédito rápido e barato a pequenas e médias empresas afetadas pela crise da Covid-19 Aprovada na Câmara dos…

Ruy defende trabalho dos educadores físicos e abertura das academias

A retomada das atividades das academias de ginástica, que têm relação direta com a saúde das pessoas deve acontecer imediatamente. Foi o que defendeu Ruy Carneiro durante reunião virtual com…