Por pbagora.com.br

 Em protesto contra a não aprovação do projeto do executivo, que solicitava uma suplementação de crédito para poder pagar o funcionalismo público municipal, servidores da prefeitura de Catolé do Rocha decidiram fechar a sede da Câmara Municipal para impedir o repasse do duodécimo.

O fato aconteceu na manhã desta sexta-feira (18). A intenção é impedir o expediente e com isso não poder fazer o repasse do duodécimo para Câmara.

O objetivo do projeto de autoria do Executivo seria, além de pagar a folha de pessoal, quitar os débitos com osfornecedores.

Na porta principal da Prefeitura Municipal, os funcionários colocaram correntes e cadeado para impedir a entrada de qualquer funcionário.

Uma grande concentração de pessoas permanece ainda no local e muitos garantem ficar até o final do dia.

 


Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cidade da PB é a única do país que tem mais mulheres do que homens disputando eleições

Apesar das mulheres serem a maioria entre os votantes do eleitorado paraibano, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). O estado tem quase três milhões de eleitores…

Especialistas relatam a importância de um bom jingle eleitoral nas campanhas políticas

Um verdadeiro “chiclete”. Para ser bom, ele precisa ser pegajoso, daqueles que você ouve uma vez e nunca mais esquece. O ritmo não importa, contanto que seja marcante. O bom…