Apesar de ser um dos nomes da base aliada do governador João Azevêdo (PSB) cotados para disputar a prefeitura de Campina Grande nas eleições 2020, o secretário de Saúde do estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, voltou a negar a possibilidade de encarar a disputa.

De acordo com o médico, seu nome tem sido lembrado em virtude da gestão que ele desempenhou durante oito anos a frente do Hospital de Trauma de Campina Grande, que representou uma revolução na assistência a saúde.

“Isso contribuiu para que nosso nome esteja sendo lembrado. Foi uma revolução na assistência de Saúde, durante oito anos passou a ser referência para todo Estado, inclusive nos ajudando a chegar a Secretaria de Saúde”, afirmou Geraldo.

No entanto, ele disse que suas atividades na Secretaria de Saúde não lhe deixam tempo para pensar em uma eventual candidatura. “É uma Secretaria complexa, ela me absolve. Podemos pensar em outras alternativas para a disputa. Continuo como secretário de Saúde, que já está me consumindo o tempo todo”, garantiu.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eleições 2020: após derrotas na majoritária, PSOL mira proporcional em JP

Após sucessivas derrotas nas disputas majoritárias, tanto no âmbito municipal, quanto no âmbito estadual, o PSOL na Paraíba vai apostar o nome da sua principal estrela, o  presidente da executiva…

Opinião: até que, enfim, alguém se lembrou de que moradores de rua também estão passíveis da Covid-19

Extremamente oportuna a Lei de nº 11.703, promulgada pela Assembleia Legislativa da Paraíba, e de autoria do seu presidente, o deputado Adriano Galdino. Ampara uma das camadas sociais mais carentes…