Por pbagora.com.br

Um ex-presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) está sendo investigado por supostas irregularidades no recebimento da Verba Indenizatória de Apoio Parlamentar (Viap).

A Viap é destinada para que os deputados possam ressarcir de despesas realizadas em razão de atividades inerentes ao exercício parlamentar, como contratação de profissionais liberais que fazem assessoria jurídica e assessoria contábil.

De acordo com a Resolução 167/2019, que regulamentou a Viap, cada vereador pode ser indenizado em até R$ 7 mil por mês por gastos como os descritos acima.

A investigação segue em sigilo, por isso a coluna não entra em mais detalhes. Em breve desdobramentos serão revelados neste espaço.

Feliphe Rojas

Notícias relacionadas

PSOL critica pressa de Hugo Motta para privatizar Empresa de Correios

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, criticou hoje a iniciativa do deputado federal Hugo Mota (Republicanos/PB) de pedir urgência para a apreciação de PL 591/2021 que propõe a privatização…

ALPB vota hoje projeto sobre disque-denúncia pelo WhatsApp

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deverá votar na sessão ordinária de hoje o projeto de lei de autoria do presidente da Casa, deputado estadual Adriano Galdino(PSB) que institui o…