A Paraíba o tempo todo  |

Exclusivo: Bruno conversa com a coluna e diz que apoiará Pedro ao governo

As dúvidas foram esclarecidas. Rumores que o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), não apoiaria uma possível pré-candidatura do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) ao governo do Estado são falsas.

Em conversa com a coluna, de forma breve, o alcaide da outrora Vila Nova da Rainha – que está fora do país- disse, após ser indagado, que apoiará Pedro, caso o parlamentar tucano esteja disposto a enfrentar a peleja das urnas em 2022 para governador.

Em tempo de pura especulação política, nada mais justo que buscar informações com aqueles e aquelas que estão movimentando o tabuleiro político da Paraíba. Foi isso que a coluna fez.

Muitos falam que Bruno Cunha Lima estaria torcendo contra seu parente, Pedro Cunha Lima, numa rasa postura de ser ele (o prefeito da Rainha da Borborema) candidato ao governo da Paraíba em 2026, não dando apoio à quase pré-candidatura do parlamentar tucano no próximo pleito.

É claro que tal hipótese está distante em termos de tempo, mas, como disse antes, busquei em Bruno Cunha Lima – que está à frente do segundo maior colégio eleitoral do estado –, se está, ele, disposto a apoiar Pedro na construção de uma oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania).

O fato está em fazer valer a força política do clã Cunha Lima não só em Campina Grande, mas em toda à Paraíba. E mesmo que Pedro não erga a taça da vitória, uma grande votação já seria – e é – o suspiro político para família de viés político. De Cássio Cunha Lima, que teve toda a segurança do seu pai, o ex-governador e poeta Ronaldo Cunha Lima, às novas gerações familiares, não busca, ela, o ocaso.

Bruno Cunha Lima bate o martelo e diz que apoiará Pedro

Lacônico, até pelo fato de estar fora da linha sul do Equador, estando ele à noite para atender este colunista, foi o prefeito de Campina Grande muito gentil e atencioso. Ao ser indagado se, com a possível desistência do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) ao governo do estado, Pedro Cunha Lima terá seu apoio, Bruno respondeu: “Com bastante gosto, tanto quanto em Romero”.

E sua fala sepulta uma cisma na família, tornando-a – que sempre foi – protagonista no cenário político paraibano. Agora é apenas esperar a saída de Romero Rodrigues, em definitivo, da sua pré-candidatura ao governo do Estado e a aproximação, ou não, ao bloco de sustentação política de João Azevêdo.

Em uma aposta atual, Romero sairá como candidato a deputado federal. E pelo rápido diálogo com Bruno Cunha Lima, poderá o ex-prefeito de Campina Grande continuar na oposição a Azevêdo. Mas isso ainda virá; pois tratativas políticas são complexas e indefinidas até o martelo bater na mesa dos caciques.


    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      4
      Compartilhe