Ainda durante entrevista coletiva concedida à imprensa na manhã desta segunda-feira, dia 23, o governador João Azevêdo declarou que nunca teve contato nem pediu recursos para qualquer área para Daniel Gomes, empresário da Cruz Vermelha Brasileira, apontada no âmbito da Operação Calvário como a organização utilizada nas gestões do ex-governador Ricardo Coutinho para fraudes nos recursos públicos.

“Eu não conheço esse cidadão nem nunca falei pelo telefone com esse cidadão no sentido de pedir propina nem a ele nem a ninguém. Eu nunca me reuni com ninguém para pedir recursos. Eu tenho essa tranquilidade de dizer que nunca me reuni” disse.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Eduardo cobra resposta sobre Plano de Retomada de Negócios e sugestões emergências

O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Eduardo Carneiro (PRTB), cobrou uma resposta do Governo do Estado sobre…

“PB tem uma das menores taxas de transmissibilidade”, diz líder ao defender prorrogação do isolamento

Em entrevista a imprensa o líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba ALPB, deputado Ricardo Barbosa (PSB), fez uma avaliação sobre as medidas adotadas pelo governador João Azevêdo (Cidadania)…