Por pbagora.com.br

Nesta segunda-feira (13) o senador paraibano, José Maranhão (MDB) informou através das suas redes sociais que apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), onde defende o adiamento das eleições municipais para dezembro deste ano, devido à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o posicionamento de Maranhão as novas datas seriam primeiro de dezembro para o primeiro turno e o último domingo de dezembro para o segundo turno.

O senador ainda destacou que com a gravidade da pandemia do Coronavírus, está clara a impossibilidade de se cumprir o calendário eleitoral deste ano.

“Apresentei uma PEC no Senado para adiar o primeiro turno das eleições municipais. As novas datas seriam primeiro de dezembro no primeiro turno, e o último domingo do mesmo mês no segundo turno. A proposta estabelece ainda que todos os prazos referentes ao processo eleitoral de 2020 ficam adiados em dois meses, cabendo ao TSE divulgar novo calendário. Com a gravidade da pandemia do Coronavírus, está clara a impossibilidade de se cumprir o calendário eleitoral deste ano. As providências de saúde pública se impõem no momento e nos obrigam a, responsavelmente, tomar as medidas necessárias para viabilizar a realização das eleições de forma segura. O adiamento para dezembro dará condições para que sejam rigorosamente respeitados os mandatos dos atuais prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. A medida se justifica na excepcionalíssima situação em que a humanidade se encontra e que permitirá que a democracia brasileira funcione, sem qualquer trauma, garantindo os princípios fundamentais da periodicidade das eleições e da temporariedade dos mandatos” escreveu.

Confira:

View this post on Instagram

Apresentei uma PEC no Senado para adiar o primeiro turno das eleições municipais. As novas datas seriam primeiro de dezembro no primeiro turno, e o último domingo do mesmo mês no segundo turno. A proposta estabelece ainda que todos os prazos referentes ao processo eleitoral de 2020 ficam adiados em dois meses, cabendo ao TSE divulgar novo calendário. Com a gravidade da pandemia do Coronavírus, está clara a impossibilidade de se cumprir o calendário eleitoral deste ano. As providências de saúde pública se impõem no momento e nos obrigam a, responsavelmente, tomar as medidas necessárias para viabilizar a realização das eleições de forma segura. O adiamento para dezembro dará condições para que sejam rigorosamente respeitados os mandatos dos atuais prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. A medida se justifica na excepcionalíssima situação em que a humanidade se encontra e que permitirá que a democracia brasileira funcione, sem qualquer trauma, garantindo os princípios fundamentais da periodicidade das eleições e da temporariedade dos mandatos. #senadorjosémaranhão #zedagente #lutacontracovid19 #mdbnosenado #mdbpb

A post shared by Zé Maranhão (@josemaranhaopb) on

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Visitas, encontros virtuais, entrevistas e gravação para o guia, marcam agenda de prefeitáveis em CG

Começou a corrida eleitoral. Desde ontem que os candidatos a prefeito e vereador estão autorizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE)< a realizar atividades da campanha eleitoral visando as eleições de…

Nilvan presta queixa após ser alvo de ameaça em bandeiraço, nesta manhã

Candidato foi ameaçado com arma de fogo durante evento de campanha  Candidato à prefeitura de João Pessoa, o apresentador Nilvan Ferreira, do MDB, prestou um boletim de ocorrência na Central…