Por pbagora.com.br

Filha do atual prefeito (Zenóbio) e da ex-prefeita de Guarabira (Léa Toscano), a deputada reeleita Camila Toscano (PSDB) defende que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) deve ser uma preocupação constante das gestões municipais, não somente pensada no final do ano ou ao término de um processo eleitoral. Um dado com base no levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) via seu Sistema de Acompanhamento Online (Sagres), chama a atenção, do discurso da parlamentar tucano no tocante ao crescimento da folha da prefeitura de Guarabira, neste ano.

 

“Ela precisa ser cumprida sempre (LRF), os percentuais têm que ser respeitados, mas isso (exonerações em massa) mostra o reflexo claro que alguns municípios incham suas folhas no período eleitoral. Passada essa fase, os prefeitos se adaptam à LRF, fazendo o enxugamento da folha, quando na verdade a lei deveria ser cumprida sempre”.

 

A deputada lamenta que, mesmo a sociedade batendo de frente contra o uso irregular da máquina pública, muitos gestores municipais tentam usar as prefeituras como instrumentos de troca de votos. “Infelizmente muitos dos servidores são utilizados como cabo eleitoral. Não são todos, mas muitos prefeitos realmente utilizam da prefeitura e seus cargos para dar emprego a quem vai trabalhar na campanha, vai conseguir votos e apoios. Isso é demonstrado com essas demissões em massa sendo feita logo após o período eleitoral. Uma demissão em massa tem consequências eleitorais claras”, disse.

 

Apesar deste discurso em janeiro deste ano a prefeitura de Guarabira tinha 178 comissionados e 84 contratados por excepcional interesse público, no último mês disponível no Sagres referente a setembro a prefeitura passou para 188 comissionados e 266 contratados por excepcional interesse público.

""

""

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Wilson Santiago quer visita de técnicos do MS à PB para tratar do Lacen de Sousa

O deputado federal Wilson Santiago (PTB) deu mais um passo na luta pela instalação de uma unidade do Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (LACEN), que deverá funcionar na…

STF nega pedido de ex-governador RC de se ausentar de João Pessoa

O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (psb) teve seu pedido de habeas corpus negado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes. A solicitação tinha objetivo de flexibilizar da…