Por pbagora.com.br

O suplente de deputado e recém-empossado na ALPB no lugar do deputado Doda de Tião que saiu de licença, Trócolli Júnior fez um breve balanço do entendimento que faz sobre as regras eleitorais que o deixaram de fora da titularidade da cadeira na Casa de Epitácio Pessoa.

De acordo com Trócolli, durante entrevista à Band News de João Pessoa, apesar de ter aumentado em 10% a sua votação em relação ao pleito anterior em que foi eleito, ele não conseguiu se reeleger em 2018, tudo isso ao seu ver por conta das regras eleitorais que são “injustas”.

O suplente justificou dizendo que alguns deputados estaduais possuem mandato na Casa e tiveram votação menor do que a dele.

“Faz parte do jogo político, nós aumentamos em 10% a nossa votação com relação a última eleição em que me elegi, infelizmente as regras eleitorais são injustas, onde hoje existem na Assembleia quatro deputados com menos votos do que eu, mas são as regras do jogo e temos que nos submeter a elas” declarou.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veja agenda dos candidatos a prefeito de João Pessoa nesta sexta-feira

A três dias do segundo turno das eleições para prefeito de João Pessoa, os dois candidatos, intensificam as atividades de campanha na busca ao voto. O debate da TV Cabo…

Vereadora eleita revela que oposição está unida pela presidência na CMCG

Eleita para o primeiro mandato na Câmara Municipal de Campina Grande, a líder comunitária Maria de Fátima Melo Silva, ou simplesmente “Dona Fátima”, defendeu em entrevista as rádios Correio FM…