Por pbagora.com.br

Existem vários jogos de tabuleiro. E aqui falo das mais diversas épocas e evolução da humanidade, mas um deles é icônico. Trata-se do xadrez e suas múltiplas variáveis que estão ligadas, de forma efetiva, à política do antes e do hoje. E nesse contexto faz-se evidente que não vou falar das estratégias múltiplas do jogo.

Digo, tão somente, que embora incertezas estejam no pleito de 2020, em decorrência dos desdobramentos do novo corona vírus, os agentes políticos estão observando um cenário único na história moderna da política no Brasil, a fim de entender o que devem fazer para contabilizar dividendos eleitorais.

E nessa escala analítica vejo o partido Avante, cujo coro vem dos deputados estaduais Felipe Leitão, Tião Gomes, Taciano Diniz, Júnior Araújo e Genival Matias em estabelecer conversas com os prefeitáveis de João Pessoa, fato amplamente respaldado, sempre de forma lúcida, pelo presidente da Casa, Adriano Galdino, que permanece no PSB por restrições da Justiça Eleitoral.

Agora posso afirmar: a coluna conversou de forma remota com aqueles que estão bem postos na corrida do pleito, não desmerecendo os demais, que tem livre acesso a comentários e artigos, basta entrar em contato com a redação.

E continuando essa análise, pois ela vem em período informal. A coluna foi muito bem recebida por todos que o contato foi estabelecido. A começar pelo comunicador Nilvan Ferreira (MDB). A pergunta era objetiva. Estava ele disposto a conversar com o Avante, segunda maior bancada da ALPB e primeira do Parlamento Mirim da Capital?

A resposta foi certeira, após uma conversa amistosa por telefone: “Deposito, sim. Sem problemas. Preciso ter como noção básica a disposição de conversar com setores políticos importantes”.

Em seguida a coluna, de forma exclusiva, contatou o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB). No primeiro momento disse o tucano, por escrito em zap: “Tenho conversado. Tenho relações positivas com vários membros do partido”.

Em seguida, por áudio, disse o parlamentar, bem atuante às políticas púbicas contra a escalada do novo corona vírus. “Da minha parte não há problemas. Espero o diálogo”.

Por sua vez o prefeitável Raoni Mendes (DEM) foi objetivo e bem preocupado com a situação econômica e da saúde do Estado. Disse ele: “Estou disposto a conversar com o Avante. Sem dúvidas constantes. Bons quadros e resultados”.

Por último a coluna fez um esforço hercúleo para obter uma declaração do ex-prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (progressistas). A princípio a conversa não fluiu. Ficou em quase monólogo.

Tive que acionar pessoa muito próxima a Lucena, quando ele falou que não descarta uma eventual candidatura. Tudo está em análise, e caso confirmado, não há óbice para conversar com o Avante ou qualquer outra legenda partidária que tenha como compromisso o crescimento de João Pessoa.

E assim vamos às certezas e incertezas de uma pandemia que põe a economia e saúde de joelhos. Cabe aos prefeitáveis apontar soluções plausíveis.

 

Eliabe Castor
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bastidores apontam o porquê do PT nacional rifar Anísio para apoiar RC em JP

Ex-governador teria apalavrado filiação ao PT para garantir palanque a Lula em 2022, causando revolta no PSB nacional A intervenção do PT Nacional para atropelar a executiva municipal em João…

Opinião: RC dá ‘nó’ em Anísio e PT de Lula joga pá de cal no seu próprio deputado

Eu tive um sonho. Daqueles que Raul sonhou. Dizia para mim um tal de Shakespeare, trocando, inclusive, meu nome, tratando-me como Hamlet. Disse aquele ser com roupas da “moda” medieval:…