O ex-prefeito de Cabedelo, José Maria de Lucena Filho (Luceninha), prestou depoimento à Policia Federal na terça-feira, 19, em que afirmou, categoricamente, não ter sofrido qualquer pressão por parte do radialista Fabiano Gomes para renunciar ao cargo de prefeito.

Luceninha foi ouvido na Polícia Federal acompanhado por seu advogado, Rodrigo Santos, dentro da fase processual das investigações da Operação Xeque-Mate.

Além de rechaçar pressão do radialista, Luceninha afirmou que foi ao flat de Fabiano Gomes já com decisão tomada e para pedir ajuda para a redação de sua carta-renúncia, alegando que não conseguia mais cumprir as despesas administrativas da Prefeitura de Cabedelo.

O depoimento de Luceninha se opõe às acusações do Ministério Público, que aponta articulações e pressões exercidas por Fabiano Gomes para que o ex-prefeito renunciasse.

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

‘PT não tem que fazer autocrítica’, diz Lula em evento do partido

Em seu primeiro ato partidário desde que foi solto da carceragem da Polícia Federal na última sexta-feira (7), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o PT…

Jeová volta a defender união de João e RC: “PB mudou com o PSB”

Integrante da base governista na Assembleia Legislativa e com trânsito livre no Palácio da Redenção e na base do ex governador Ricardo Coutinho, o deputado estadual Jeová Campos (PSB), garantiu…