Por pbagora.com.br

Analisando que a população brasileira e em especial a paraibana está cansada de ver em disputas eleitorais nomes familiares ou de caciques, o presidente estadual do Avante o deputado estadual Genival Matias, que fez uma avaliação sobre as eleições de 2018, diz que sigla pretende lançar candidaturas em pelo menos  150 municípios paraibanos, em 2020 nas eleições municipais, aos cargos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores e dá pistas de qual perfil busca.

 

Para Genival, o Avante vai buscar novos nomes para as disputas municipais.de acordo com o parlamentar, existe um sentimento na população por mudança, mas não apenas de nomes e sim de realidades e pensamentos. “Os paraibanos não querem mais ver em disputas nomes familiares ou de caciques. Eles esperam novos nomes e que tragam a esperança de fazer uma política diferente, mais comprometida com as causas sociais e é isso que estamos buscando”, disse.

 

“Tivemos um resultado muito positivo nas eleições de 2018, onde o Avante elegeu quatro deputados estaduais, cada um de uma região diferente e isso fará muita diferença no crescimento do partido e resultado das eleições. Hoje temos a segunda maior bancada da Assembleia Legislativa. Acredito que em 2020 não será diferente, o Avante obterá mais uma vez sucesso nas urnas”, afirmou Matias.

 

Ele cita entre os postulantes de 2020, o nome do empresário Edson Félix, conhecido como Edson do Kipreço, dono de uma rede de supermercados. Genival quer Edson disputando a prefeitura de Bayeux. “O povo de Bayeux merece ter um prefeito trabalhador, determinado e com uma bela história de lutas e conquistas. Por isso, meu total e irrestrito apoio a esse homem que, assim como desenvolveu sua vida empresarial de sucesso, tem tudo para tirar Bayeux do fundo do poço em que se encontra, por causa de prefeitos que nada fizeram por essa cidade”, afirmou.

 

 

Redação

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Petista foi o único a votar contra PL que tornou atividade religiosa como essencial em JP

Indo de encontro às medidas restritivas (que incluem até toque de recolher) tomadas recentemente pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) – em consonância com decreto estadual – para tentar barrar…

CCJ da ALPB rejeita texto que torna igrejas como atividade essencial na Paraíba

Na manhã desta sexta-feira (05), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) rejeitou o projeto de Lei de autoria do deputado Jutay Meneses (Republicanos),…