Por pbagora.com.br

Elba Ramalho nega participação no programa eleitoral de José Serra e adversários acusam tucano de má fé ao tentar “iludir” o eleitor desatento

Eleições 2010: quando a voz de Elba vira problema

Como a cantora paraibana nega participação no programa eleitoral de Serra, adversários do tucano o acusam de tentar “iludir o eleitor desatento”.


Elba apoiou Serra em 2002, mas preferiu não se envolver neste ano

 

“Tum, tum, eu vou de coração”

Uma voz cantando a frase acima — bastante parecida com a da cantora Elba Ramalho — que aparece no programa eleitoral do candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, virou munição para os adversários. É que a cantora nega a gravação. O vídeo com a versão de Bate coração, de Cecéu e famosa na voz da paraibana, foi ao ar na última terça-feira no primeiro dia do horário eleitoral gratuito.

A assessoria da campanha tucana afirma que não é Elba quem canta no vídeo. Porém, os assessores afirmam desconhecer de quem é a voz e que também não têm autorização para dar qualquer outra informação sobre o assunto. Na internet, blogs petistas e de aliados do atual governo acusam o candidato tucano de utilizar uma “falsa Elba para iludir o eleitor desatento” e de “mentir mais uma vez”. Hoje vai ao ar o segundo programa do horário eleitoral gratuito em rádio e TV para os candidatos à Presidência da República. As exibições serão às 13h e às 20h30.

Apoio em 2002

O vídeo que gerou polêmica e causou estranheza entre os empresários da cantora começa com “Tum, tum, eu vou de coração” e, na sequência, Serra declara: “Quero governar o país com os brasileiros no coração”. Em 2002, a cantora participou da campanha tucana e gravou ao lado da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó e de Dominguinhos o “Quero, quero.” Este ano, a cantora paraibana preferiu não se envolver na campanha.

Em nota, Elba esclarece que “não é sua a voz” e que “não foi sequer consultada sobre a veiculação da música na campanha e prefere não se pronunciar sobre a disputa neste ano de 2010”.

Assessores da cantora afirmam que os tucanos serão procurados para prestar esclarecimentos e, só assim, Elba e seu empresário decidirão se alguma outra medida será adotada. Não está descartada a hipótese de o aúdio ter sido editado. Ou seja, a suspeita é de que programas de computador possam ter sido usados para modificar a voz original de Elba.

 

Redação com Correio Braziliense

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Wilson Filho lança revista detalhando sua atuação parlamentar na ALPB durante o primeiro biênio

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) lançou nesta semana, nas plataformas digitais, revista que detalha a sua atuação na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) durante o primeiro biênio. <<<Confira aqui…

Cícero Lucena nega troca do PP pelo PSB: “A notícia não procede, jamais cogitei”

O prefeito eleito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), emitiu nota no início da tarde desta quinta-feira (03) para desmentir a informação sobre uma movimentação de bastidores dando conta de…