Por pbagora.com.br

O deputado federal Efraim Filho (DEM), líder da bancada paraibana no Congresso, declarou durante entrevista nesta segunda-feira (15) que está torcendo pela representatividade paraibana no Ministério da Saúde.

As declarações de Efraim dizem respeito à possibilidade do médico cardiologista paraibano, Marcelo Queiroga, assumir o comando do Ministério da Saúde (MS) no lugar do ministro Eduardo Pazuello.

Ainda de acordo com Efraim, o médico paraibano – que já ocupou cargo no Governo Federal – tem a confiança do presidente Bolsonaro.

“O processo ainda está bastante indefinido, mas acredito que o nosso paraibano Marcelo Queiroga se posicionou bem durante as tratativas desse final de semana, de alguém que já mostrou que tem uma relação política bem consolidada. Ele já foi indicado pelo presidente Bolsonaro para um espaço na Agência Nacional de Saúde, ou seja, tem a confiança do presidente”, ressaltou.

O parlamentar paraibano ainda ressaltou o caráter técnico de Marcelo Queiroga e a boa relação que ele possui com a bancada, especialmente a paraibana.

“Outro fator que o coloca como favorito é o conhecimento técnico que ele possui, seja acadêmico, seja como presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Essa relação no meio médico, na academia de medicina, soma bastante, além de ter uma boa relação com o Congresso Nacional, em especial pela bancada federal paraibana. Acredito sim que o nome dele está no páreo, existem outros, mas confiança e torcida é pela representatividade paraibana”, concluiu.

PB Agora

Notícias relacionadas

Senado define presidente, vice e relator da CPI da Covid-19; veja quem são

Um acordo entre parlamentares que vão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, responsável por investigar as ações do governo federal e o uso de verbas…

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…