Por pbagora.com.br

Objetivo da MP 975, de relatoria do deputado Efraim Filho, é conceder crédito rápido e barato a pequenas e médias empresas afetadas pela crise da Covid-19

Aprovada na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (09) a Medida Provisória (MP 975) que cria um Programa Emergencial de Acesso a Crédito Micro e Pequenas Empresas (Peac-FGI) relatada pelo presidente da Frente Parlamentar do Comércio, Serviços e Empreendedorismo e líder do Democratas, deputado Efraim Filho (PB).

Sustentada no tripé prazo, garantias e juros a medida provisória terá até R$ 20 bilhões de garantia da União. “A proposta é considerada a mais ousada e completa de liberação de crédito”, afirmou o relator e líder Efraim Filho.

“Não precisa de imóvel para penhorar, certidão de cartório ou avalista. É a melhor chance para salvar empresas e empregos”, comemorou, pelo Twitter. A expectativa, segundo Efraim, é de que o programa consiga rodar R$ 80 bilhões em crédito para chegar à ponta e salvar empresas e empregos, e ajudar na retomada econômica do Brasil.

O texto permite a concessão de empréstimos para Microempreendedores Individuais (MEI) por meio de maquininhas de cartão. Neste caso, os créditos serão de até R$ 50 mil e as vendas futuras realizadas pelos dispositivos servirão de garantias para as operações.

“Os recursos que estão parados nos bancos vão virar dinheiro para micro e pequenos empreendedores, que geram emprego, renda e oportunidade. A crise é gigante e quem quer empregar não pode ficar preso numa burocracia sem fim”, declarou Efraim Filho ao destacar que o apoio ao empreendedorismo tem sido sua bandeira há tempos.

De acordo com o congressista as instituições financeiras participantes do Programa Emergencial de Acesso a Crédito poderão contar com 30% de garantia do valor total emprestado a empresas com receita bruta de R$ 360 mil a R$ 300 milhões em 2019.

Na avaliação do relator, deputado Efraim Filho, um dos objetivos da MP é corrigir “erros” de outra medida provisória, a MP 944, que estabeleceu um programa para financiar a folha de pagamentos com 85% de recursos do Tesouro Nacional. O programa, no entanto, teve baixa adesão. Por isso, parte de seus recursos serão transferidos para este o Peac-FGI).

A MP vai abrir, ainda, uma base que dará ao governo uma autorização legislativa para construir um modelo de oferta de crédito que atenda a empresas com faturamento acima de R$ 300 milhões anuais, de setores estratégicos impactados pela crise.

Agora a matéria vai à votação no Senado Federal.

Os beneficiados terão prazo de até 60 meses para quitar o empréstimo, o que inclui uma carência de seis meses para início do pagamento, com capitalização de juros durante o período.

Pronampe
A Caixa Econômica Federal ultrapassou a marca de R$ 5 bilhões em crédito a micro e pequenas empresas durante a pandemia. O Programa de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) atingiu o limite de R$ 3,18 bilhões emprestados às 12h desta quinta-feira. As linhas do Fundo de Aval para as Micro e Pequenas Empresas (Fampe) emprestaram R$ 1,8 bilhão.

O total emprestado nos dois programas somava R$ 4,98 bilhões até o início da tarde. Como o Ministério da Economia ampliou o teto do Pronampe em R$ 1,06 bilhão, para R$ 4,24 bilhões, o marco de R$ 5 bilhões emprestados foi atingido no meio da tarde.

Segundo a Caixa, cerca de 70% dos pedidos de empréstimo para pequenos negócios afetados pela pandemia do novo coronavírus vêm de empresas sem conta na Caixa.

 

Assessoria com Agência Brasil

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Confira algumas das estratégias do Cidadania/PB para o Sertão

Considerado um dos mais importantes polos eleitorais do estado da Paraíba, o Sertão está sendo observado com muita atenção pelos dirigentes estaduais do Cidadania. Vale ressaltar que esse é o…

Confira as seis chapas inscritas para disputar eleição indireta em Bayeux

Seis candidatos deverão disputar a Prefeitura Municipal de Bayeux nas eleições indiretas. O processo foi determinado pela Justiça após a renúncia do prefeito afastado Berg Lima. O pleito acontece no…