O governador João Azevêdo (PSB) justificou, nesta sexta-feira (02), em um discurso rodeado de elogios, a volta do jornalista Nonato Bandeira como sendo natural. As palavras de João se referem ao fato de Nonato já ter sido titular da pasta à época em que o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), assumiu a gestão estadual, em 2011, e, portanto, ter na bagagem a experiência necessária para ocupar o posto.
João lembrou que Nonato domina a área da comunicação e saberá dar continuidade ao projeto.

“O secretário Nonato conhece como poucos a questão da Comunicação. Ele já foi secretário por diversas vezes e conhece a área, e claro, é um retorno a um espaço que ele domina perfeitamente”, disse.

Já sobre a escolha de Edvaldo Rosas, PSB, para ocupar a Secretaria de Governo, vaga que estava até ontem sob o comando de Nonato Barbosa, João estendeu os elogios, ressaltando que socialista é conhecedor da área política, além de fazer parte da construção do projeto socialista há anos.

“No caso de Edvaldo, a escolha foi feita por conhecer aquilo que ele vai fazer que é a área política, trabalhar na área política do governo, a secretaria de governo tem essa função porque coordena a Casa Civil e a Casa Militar, e Edvaldo tem contribuído com a construção desse projeto há muitos anos”, arrematou.

As declarações de João Azevêdo (PSB) foram concedias à imprensa, nesta manhã, logo após encontro com a bancada federal na Granja do governador.

 

Márcia Dias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy Carneiro defende uso do fundo eleitoral no combate ao coronavírus

Depois de votar contra a criação do Fundo Eleitoral e Partidário, o deputado federal paraibano Ruy Carneiro defendeu nesta quinta-feira (9) a decisão da Justiça Federal de bloquear a liberação…

Em petição, entidades cobram ações de Cartaxo para a população de rua

Entidades não governamentais, grupo de voluntários, militantes da causa em defesa dos direitos dos moradores de rua, cidadão de todos os ramos profissionais, estão promovendo na capital uma petição pública…