Governador reeleito do Ceará, Cid Gomes (PSB) minimizou hoje as declarações dadas pelo seu irmão, Ciro Gomes (PSB-CE), durante a campanha eleitoral, em que afirmou que a então pré-candidata Dilma Rousseff era "inexperiente".

Hoje, segundo Cid, Ciro deve se reunir com Dilma. No encontro, pode ser oficializado como novo ministro do futuro governo.

"O que o Ciro falou, falou numa conversa, que é diferente de entrevista, e houve inconfidência", disse Cid, que acompanhou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em visita às obras de um trecho do canal da transposição do Rio São Francisco, na Paraíba.

Na verdade, ao contrário do que afirma Cid, Ciro repetiu a afirmação em pelo menos duas entrevistas formais, em abril. Em uma delas, para a Folha, logo após anunciar sua desistência, chegou a dizer que José Serra (PSDB) era "mais legítimo, mais preparado" do que Dilma.

"A Dilma não tinha, nem nunca teve, nenhuma participação em campanha política. E era no sentido de candidatura, de campanha política, que o Ciro estava falando. E isso é óbvio", disse Cid Gomes.

"O que o Ciro dizia era que podia dar algum tropeço. É natural. Qualquer pessoa pode dar algum tropeço. Felizmente não aconteceu. A Dilma foi maestra, se comportou absolutamente da forma mais eficiente possível, tanto que ganhou as eleições."

Na mesma ocasião, Ciro atacou o PMDB. Chegou a chamar Michel Temer, presidente do partido e agora vice-presidente eleito, de "chefe" de um "ajuntamento de assaltantes".

Nesse caso, Cid diz que houve "exagero" e que acredita que Ciro ainda possa reconhecer isso.

"Com o PMDB eu acho que ele exagerou. Às vezes a gente tem um momento de cabeça quente e acaba fazendo uma declaração para além da conta. Eu acho que ele exagerou. Não sei [se ele reconhece]. Eu imagino, pelo que eu conheço dele, que um dia ele vai [reconhecer]", disse o governador.
 

 

 

Folha

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Galdino revela que não tolera mais ausências injustificadas dos deputados na ALPB

Promessa feita durante a sua postulação para presidir a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino (PSB), voltou ontem (15), a afirmar que não vai tolerar mais ausências…

“O que eu tenho a fazer é lamentar” diz Léo sobre falta de quórum na CMJP

O vereador Léo Bezerra (PSB), que presidiu a sessão desta quarta-feira (16) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) lamentou a ausência de parlamentares na Casa, que fez com que…