Durante audiência de custódia da deputada estadual Estela Bezerra (PSB), que ocorre na manhã desta quarta-feira (18), a parlamentar contestou o motivo que teria levado à sua prisão.

Estela declarou que leu durante o período em que esteve detida os autos da prisão, mas que não entendeu por qual motivo teria sido presa.

“Saber eu sei, porque fui informada e li durante o período em que eu estava detida, eu li os autos que me levaram ser presa. Entendi porque estão me acusando, mas não entendi porque estou aqui”, disse.

A defesa da parlamentar também questionou o porquê dela ainda não ter sido solta já que a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) revogou o pedido de prisão.

Estela fez questão de ressaltar a prerrogativa da ALPB.

“Quero fazer algumas observações. Como deputada tenho o direito de ser julgada pelos pares, a quem eu quero agradecer por ter restaurado o estado de direito e por conta de trâmites eu estou aqui quando na verdade deveria estar solta”, declarou.

O magistrado responsável pela audiência disse, por sua vez, que o desembargador Ricardo Vital já foi notificado da decisão do parlamento e caberá a ele definir o momento da soltura de Estela ou não.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: pandemia causada pelo coronavirus zera o quadro sucessório para 2020. Aliás, haverá eleição?

O mundo parou precavido e assombrado com a pandemia do Covid-19 (coronavirus). Não foi diferente no cenário político da Paraíba: houve um desaquecimento total das pré-campanhas, até porque os pretensos…

“Eu fico do lado dos especialistas”, diz secretário de saúde de JP ao ser contra reabertura do comércio

Ao ser indagado se apoia a decisão da reabertura do comércio, posição essa defendida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro que é contrario ao isolamento social devido a pandemia do…