A Paraíba o tempo todo  |

Dra. Paula lamenta morte e defende que serial killer deveria ter recebido tratamento: “Estou muito triste”

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Após o serial killer Lázaro Barbosa, morrer após confronto com a polícia no 20º dia de buscas por ele, no estado de Goiás, a deputada paraibana, Dra. Paula, lamentou o falecimento de Lázaro alegando que ele deveria ter sido preso, resgatado e levado para fazer tratamento.

“Estou muito triste com a morte de Lázaro. Sabemos que pacientes esquizofrênicos e psicóticos, que acredito que era o caso dele, devem receber tratamentos para conter os tramas e ansiedades que a doença acarreta”, argumentou.

Ainda conforme dra. Paula, esse tipo de tratamento não é acessível pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e ela já teria apresentado um requerimento na Assembleia Legislativa da Paraíba solicitando que o Governo disponibilize esse tipo de tratamento para as pessoas que tem o transtorno, mas não tem acesso e condições de arcar com o mesmo.

Vale ressaltar que Lázaro morreu aos 32 anos e tinha uma extensa ficha criminal, tendo fugido três vezes da prisão, além de ser acusado de diversos crimes, entre eles a morte de quatro pessoas de uma mesma família no Distrito Federal.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe