O PB Agora teve acesso, com exclusividade ,na secção do Judiciário do TRE da Paraíba da ata original e verdadeira da reunião da Executiva Estadual do PSB, realizada no dia 26 de novembro de 2008.

O documento em poder do Tribunal coloca em xeque as afirmações dada pelo  vice-presidente Edvaldo Rosas e toda a Executiva Estadual do PSB, que vem afirmando durante toda semana tratar-se de uma decisão partidária a não participação no governo estadual, caso José Maranhão viesse a assumir o Governo.

Na reunião do dia de 26, foram debatidos exclusivamente os seguintes pontos: o Crescimento do partido no Estado, as eleições de outubro de 2008 e a conjuntura estadual. A Ata original em poder do TRE a que o PB Agora teve acesso, na tarde desta segunda-feira, destaca os pontos de debate daquela noite:

“Após amplo debate, decidiu-se pela aprovação das comissões provisórias das cidades de Mãe D’água, Pedra Branca, São João do Rio do Peixe e Patos. E decidiu também pela criação de uma comissão para avaliar os demais casos, comissão esta composta pelos seguintes membros: Deputado Leonardo Gadelha, Edvaldo Rosas, Chico Lopes, Fábio Maia e Edir Mendonça, sendo estes dois itens unanimamente aprovados [Grifo Nosso]”.

A ata é encerrada e assinada por Edvaldo Rosas e Edir Mendonça é bem diferente da Ata apresentada à imprensa pelo PSB, onde só consta a assinatura de Edvaldo Rosas.

Na ata apresentada à imprensa, a Executiva Estadual do PSB assegura que foi adotada como resolução partidária a decisão em relação ao Governo do Estado. No documento, é acrescentado um parágrafo inteiro onde supostamente havia sido tratado o tema “Participação no Governo Maranhão”. Comparado ao documento original do TRE, foi implantado o seguinte parágrafo para finalizar o documento:

“Ainda nessa reunião, foi discutido que se caso houvesse uma posição do TSE acerca do julgamento do pedido de cassação do atual governador Cássio e essa fosse mantida por aquele tribunal, que o PSB, através de seu presidente, em conjunto com essa executiva estadual iria analisar a proposta para disponibilizar alguns de seus quadros para gestão do governo Maranhão, ficando, entretanto, decidido que os parlamentares do PSB não participariam do governo, haja vista a necessidade de construção do partido. Nada havendo a tratar, o presidente dos trabalhos mandou encerrar a presente ata que vai por ele assinada e por mim, Edir Mendonça, que secretarie a sessão.”

A reportagem do PB Agora entrou em contato com o membro da executiva do PSB, Ednaldo Alves da Costa, que confirmou como sendo verdadeira, a Ata publicada pelo portal WSCOM.

O deputado Guilherme Almeida assegurou, durante toda semana ,que participou da reunião do dia 26 de novembro, mas que jamais foi debatido, nem foi incluído em pauta a não participação de parlamentares do PSB no governo Maranhão III.
 

DOCUMENTO APRESENTADO A IMPRENSA COMO ATA DA REUNIÃO DO DIA 26 DE NOVEMBRO COM ASSINATURA DE EDVALDO ROSAS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTEÚDO DA ATA ORIGINAL QUE ENCONTRA-SE NA SECÇÃO DO JUDICIÁRIO DO TRE-PB, ASSINADO POR EDVALDO ROSAS E EDIR MEDONÇA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARTE IMPLANTADA NO DOCUMENTO QUE DIVERGE DO ORIGINAL EM PODER DO TRE

  

 

 

 

 

 

 

 

Clilson Júnior

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Judicialização da matéria não é nada pessoal” diz Camila sobre Previdência

Na manhã desta quinta-feira (12) a Comissão de Constituirão e Justiça (CCJ) da ALPB retomou as discussões acerca do projeto de Reforma da Previdência da Paraíba que culminou com bate…

Previdência: oposicionista elogia postura de Galdino diante de impasse

Diante do clima quente verificado na Assembleia Legislativa da Paraíba, ALPB, na manhã desta quinta-feira, dia 12, com a ocupação do plenário por representantes de categorias de servidores estaduais, o…