Por pbagora.com.br

Após cerimônia de posse dos vereadores de João Pessoa, realizada nesta sexta-feira (1º), na Câmara Municipal (CMJP), teve início sessão que elegeu a Mesa Diretora para o 1º Biênio. Logo em seguida, foi aberta Sessão Extraordinária para antecipar a eleição da Mesa para o 2º Biênio (2023/2024)

1º biênio – 2021/2022

Os parlamentares elegeram o vereador Dinho (Avante) como novo presidente do Legislativo pessoense para o próximo biênio (2021/2022). Dinho conquistou o voto dos 27 vereadores e foi eleito por unanimidade. A vereadora Eliza Virginia (PP) foi eleita vice-presidente.

Em seu discurso de posse como presidente, Dinho agradeceu pela confiança dos demais parlamentares, disse estar emocionado com a conquista e garantiu que o diálogo será uma marca permanente na sua gestão. “A emoção fala mais alto. Legislar é conhecer a realidade do povo e da nossa Capital e criar mecanismo que possam melhorar a qualidade de vida de cada um”, declarou Dinho.

Dinho disse que, à frente da Câmara, irá trabalhar pelo coletivo e pelo fortalecimento do Legislativo pessoense. “Vamos trabalhar por uma cidade cada vez mais justa, com igualdade, com emprego e qualidade de vida. Vamos implementar novas ações, com uma Casa mais moderna e em sintonia com o povo de João Pessoa”, garantiu.

Ao prefeito eleito Cícero Lucena, Dinho garantiu que a relação entre os dois Poderes buscará a harmonia e o respeito as prerrogativas constitucional de cada Poder.

2º Biênio – 2023/2024

Também por unimidade a chapa única, liderada pelo vereador Bruno Farias (Cidadania), foi eleita para comandar a Casa no 2º Biênio. Bruno foi eleito presidente por unanimidade. O vereador Carlão (Patriota) foi eleito vice-presidente

JUDICIALIZAÇÃO

O vereador eleito para a Câmara Municipal de João Pessoa, Mikika Leitão (MDB) entrou com mandado de segurança na Justiça para tentar impedir a eleição casada para o 1º e 2º biênio da Mesa diretora da CMJP.

O juiz Antônio do Amaral, da 1ª Vara de Fazenda Pública da Capital, decidiu indeferir liminar impetrada pelo vereador Mikika Leitão (MDB) por não acatar argumentos em seu pedido.

– O impetrante conta com prazo de 120 dias para postular a nulidade da eleição, razão pela qual entendo que não se trata de objeto a ser apreciado em regime de Plantão”, diz trecho da decisão.

POSSE

Na tarde desta sexta-feira tomaram posse de seus mandatos os vereadores:

Bruno Farias (Cidadania)
Zezinho Botafogo (Cidadania)
Odon Bezerra (Cidadania)
Chico do Sindicato (Avante)
Dinho (Avante)
Tanilson Soares (Avante)
Milanez Neto (PV)
Bosquinho (PV)
Emano Santos (PV)
Marcos Heriques (PT)
Marmuthe Cavalcanti (PSL)
Dr. Luís Flávio (PSDB)
Thiago Lucena (PRTB)
Guga (Pros)
João Corujinha (PP)
Eliza (PP)
Damásio Franca (PP)
Marcos Bandeira (PMB)
Toinho Pé de Aço (PMB)
Durval Ferreira (PL)
Junio Leandro (PDT)
Marcílio do HBE (Patriota)
Carlão pelo Bem (Patriota)
Tarcísio Jardim (Patriota)
Coronel Sobreira (MDB)
Mikika Leitão (MDB)
Bispo José Luiz (Republicanos)

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian Lemos crítica Bolsonaro: “O homem que está no poder, não é o que elegemos”

O deputado federal Julian Lemos, do PSL, usou seu perfil numa rede social para para fazer um desabafo a respeito do presidente da República, Jair Bolsonaro. Na postagem, Julian critica…

Justiça decreta bloqueio de bens de ex-presidente da Câmara de Cabedelo

A 4ª Vara Mista de Cabedelo deferiu a liminar requerida pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) e decretou a indisponibilidade dos bens até o limite de aproximadamente R$ 801 mil…