Diferentemente da decisão do PT, que deverá não seguir apoiando o governador João Azevêdo, os outros partidos do denominado “campo democrático” que tem visão mais de esquerda, não pretendem abandonar o apoio à gestão agora que João Azevêdo anunciou sua ida para o Cidadania.

De acordo com o diretório estadual da Rede, o partido vai se reunir ainda nesta semana e deve colocar a discussão em pauta, mas não deve mudar o comportamento diante do cenário atual.

“A gente tem um alinhamento muito grande com o Cidadania. Nós não vemos como impedimento que a gente possa construir algo positivo pela Paraíba. O governador vai unir forças para continuar o processo” disse o presidente da Rede na Paraíba, Gerson Vasconcelos.

Da mesma forma, a presidente do PMN Lídia Moura disse que não há alteração por conta da mudança de partido de João.

“Se servia para uma eleição lá atrás, proporcional e majoritária, não há o que se debater uma nova formação. É um partido que corrobora com as pautas que defendemos”, disse.

Gregória Benário, presidente do PCdoB, também acredita que a sigla manterá alinhada com Azevêdo.

” Vamos ver como o governador vai se comportar no novo partido. Espera-se que ele vá fazer oposição a Bolsonaro. Então, a preço de hoje não há nenhuma alteração”, concluiu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

‘Povo choraria por bomba no Congresso?’, pergunta Eduardo Bolsonaro

deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) questionou neta quarta-feira, 26, se alguém “choraria” se caísse uma bomba de hidrogênio no Congresso. O comentário foi feito no Twitter, em resposta a uma publicação…

Em nota, PT-PB repudia ato de Bolsonaro contra Congresso: “A sociedade deve reagir”

Em nota, o PT da Paraíba repudia os atos convocados pelo presidente Jair Bolsonaro conclamando o fechamento do Congresso Nacional. O comunicado ressalta que a Democracia nunca esteve tão ameaçada…