A Paraíba o tempo todo  |

Desmoralizado por Galdino e inspecionado pelo Twitter, Cabo Gilberto vive maré de azar

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O deputado estadual Cabo Gilberto da Silva (PSL), que já foi alvo de crítica por parte do Governo do Estado da Paraíba por difundir Fake News contra a gestão do governador João Azevedo (Cidadania), teve uma surpresa nada agradável na ultima terça-feira (15), ao perceber que mais de mil seguidores sumiram em seu perfil social no Twitter. Para piorar, na última quarta-feira (16), ), durante uma sessão remota da ALPB, o presidente da Casa, Adriano Galdino, desmoralizou o parlamentar, que tentava polemizar a sessão.

Segundo Cabo Gilberto, o ato da rede social “não passa de uma perseguição política contra conservadores com o objetivo de diminuir o alcance desse segmento”. Já a diretoria no Brasil do Twitter diz ter feito fez uma varredura de contas não confirmadas suspendendo diversas contas sem o e-mail ou sem o cadastro de telefones na rede social para banir uma rede de fake news.

Essa não é a primeira vez que o Cabo se envolve em polêmicas. Em maio de 2020, o Governo do Estado tratou como ‘fake news grosseira’ uma notícia espalhada por Cabo Gilberto.

“Essa foi a fake news mais grosseira espalhada até agora contra o Governo”, informava a Secretaria de Comunicação do Governo da Paraíba que desmentiu mais uma notícia falsa disseminada pelo deputado estadual Cabo Gilberto (PSL), dando conta de que a distribuição de alimentos, pelo Estado estava prestes a vencer.

Veja a noticia da época:

https://www.pbagora.com.br/noticia/paraiba/estado-trata-como-fake-news-grosseira-noticia-espalhada-por-cabo-gilberto/

“Vá com Deus”: O bate boca entre Galdino e Cabo Gilberto virou meme nas redes sociais, quando o deputado oposicionista se despediu da sessão por supostamente ter tido o seu direito de fala cerceado e Galdino dizer: “Vá com Deus”.

Assista: https://youtu.be/y-TZgkv4L1M

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe