Os deputados federais gastaram R$ 4,8 milhões da verba indenizatória no mês de janeiro deste ano, período em que o Congresso estava em recesso parlamentar. Levantamento realizado pelo site “Contas Abertas” mostra que, somente em gastos com hospedagem, alimentação, locomoção e combustíveis, a Casa Legislativa desembolsou R$ 1,8 milhão no período em que os deputados estavam em recesso.

 

A verba indenizatória, no valor mensal de R$ 15 mil, é utilizada pelos parlamentares para ressarcir gastos –incluindo nos seus Estados de origem. O levantamento mostra que o deputado Márcio Junqueira (DEM-RR) foi o campeão de gastos com a verba indenizatória em janeiro. O parlamentar gastou R$ 29,8 mil no mês, dos quais R$ 13,7 mil com divulgação de atividade parlamentar e R$ 16,2 mil com locomoção, hospedagem e alimentação.

 

A Casa permite que o valor de R$ 15 mil seja acumulado para o mês seguinte, durante seis meses, se não for utilizado integralmente pelo parlamentar ao longo dos 30 dias. Por esse motivo os gastos de Junqueira excedem o teto da verba –uma vez que o parlamentar usou a “sobra” de meses anteriores.

 

Segundo o “Contas Abertas”, Junqueira foi seguido em seus gastos pela deputada Aline Corrêa (PP-SP), que desembolsou com a verba em janeiro R$ 23,1 mil. O levantamento mostra que, dos 513 deputados, 84 excederam o valor mensal de R$ 15 mil fixado pela Câmara.

 

Os gastos de cada parlamentar com a verba, na Câmara e no Senado, estão disponíveis nos sites das Casas Legislativas –mas não são detalhados. É possível saber genericamente como o deputado ou senador gastou o valor da verba, mas sem detalhes de onde os recursos foram aplicados.

 

Por este motivo, a Mesa Diretora da Câmara decidiu que vai divulgar no site da Casa a partir de abril as cópias das notas fiscais que comprovam os gastos com a verba. Os deputados que acusarem gastos de R$ 14 mil com alimentação e hospedagem, por exemplo, terão que colocar no site as notas fiscais dos estabelecimentos onde executaram os gastos para dar maior transparência ao processo. O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), prometeu discutir a divulgação das notas no Senado com a Mesa Diretora da Casa após o carnaval.

 

Partidos

O levantamento do site mostra que, na divisão por partidos, o PMDB foi a legenda que mais executou recursos da verba indenizatória em janeiro. Com a maior bancada na Casa, os 95 deputados peemedebistas gastaram juntos R$ 871,3 mil em janeiro. O partido foi seguido pelo PTB. Os 22 deputados petebistas tiveram gastos de de R$ 227,7 mil com a verba no mesmo período.

 

Em terceiro lugar, segundo o “Contas Abertas”, aparece o PDT. A bancada de 25 deputados executou gastos de R$ 212,4 mil no mês de janeiro. O PTC, que tem como representante na Câmara apenas o deputado Carlos Willian (MG), não executou gastos no mês de janeiro.

 

Folha Online

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Licença médica de Corujinha pode colocar oposição a Cartaxo na presidência da CMJP

A presidência da Câmara de João Pessoa pode recair, pela primeira vez nesta legislatura, nas mãos da bancada que faz oposição ao prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV). É…

Hugo lamenta renúncia do prefeito de Patos: “Sales cumpriu seu papel”

Após a renúncia ao cargo de prefeito pelo interino Sales Júnior (PRB), no município de Patos, o deputado federal e presidente estadual do PRB Hugo Motta destacou que o correligionário…