Por pbagora.com.br

Dois deputados do DEM, partido da base de apoio da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), assinaram nesta quinta-feira (21) o pedido de instalação de um CPI para investigar as denúncias de uso de caixa dois na campanha da governadora em 2006, divulgadas pela revista “Veja”.

 

Os deputados Paulo Borges e Marquinho Lang decidiram assinar o pedido de abertura de CPI do PT após o tucano Coffy Rodrigues ocupar a tribuna na quarta (20) para cogitar um pedido de impeachment do vice-governador Paulo Feijó, do DEM, por supostas irregularidades num contrato firmado entre uma de suas empresas com uma universidade.

Ao assinar o pedido, o deputado Paulo Borges disse considerar as denúncias do tucano contra Feijó uma “forma de intimidação”, segundo a agência de notícias da Assembleia gaúcha. Com as duas assinaturas, a proposta do PT conta agora com 16 das 19 assinaturas necessárias para instalação da CPI.

 

O petista Daniel Bordignon acredita que na terça será possível encaminhar o processo de instalação da CPI. Segundo ele, o deputado do PDT, Paulo Azeredo, já sinalizou que pretende assinar o documento, junto com o colega Gerson Burmann.

 

No início da semana, o partido liberou sua bancada para assinar ou não o pedido de CPI.

 

Mesmo com as adesões, ainda não há garantia de que a comissão será aprovada. Os deputados favoráveis à instauração da CPI ainda trabalham para obter os apoios. Trinta e três deputados se manifestaram contrários à investigação na Assembleia.

 

Outro lado

Em entrevista divulgada pela assessoria de imprensa do governo do estado, no último dia 13, Yeda Crusius acusou a proposta de CPI da oposição de ter “fins golpistas”.

 

“A CPI é um instrumento extremamente válido. Basta ter regras, para não ser puramente utilizada para fins golpistas, para fins políticos. É o que durante o ano passado foi tentado fazer sobre o nosso governo”, disse a governadora.

 

 

 

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sintab: Ana assina compromisso com os servidores e confirma criação da Mesa de Negociação Permanente com o sindicato

“Juntos, Podemos mais…” essa é a opinião da candidata à prefeita de Campina Grande, Ana Cláudia (Podemos-19), ao destacar seu compromisso com os servidores públicos de Campina Grande, em debate…

PB Agora/Datavox: gestão João Azevêdo é aprovada por 70,8% em Monteiro

A administração do governador João Azevêdo (Cidadania) à frente do comando estadual é aprovada por 70,8% dos monteirenses entrevistados pelo Instituto Datavox, na pesquisa divulgada neste domingo (17), pelo portal…