Por pbagora.com.br
O deputado federal Gervásio Maia (PSB), foi indicado pelo partido para integrar a Comissão Especial da Reforma Administrativa na Câmara Federal. O colegiado terá 34 membros titulares e igual número de suplentes. A PEC 32 teve a admissibilidade aprovada em maio na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Para Gervásio, a pressão popular durante a votação na CCJ mostrou a força dos servidores públicos. “Os servidores fizeram um importante trabalho de mobilização durante a votação na CCJ, mostraram força e que é possível pressionar o Congresso. A PEC 32 é um desastre para o serviço público e para os servidores. O povo brasileiro precisa saber as reais intenções do governo Bolsonaro com essa reforma administrativa”, ressaltou o vice-líder da oposição na Câmara.

Entre os pontos polêmicos do texto está o fim da estabilidade dos servidores públicos e mudanças no critério de acesso, com a criação de período de experiência, e a diferenciação entre regimes de carreiras típicas de estado e outras carreiras.

Da Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

ALPB aprova empréstimo de R$ 300 milhões do Governo do Estado junto ao BNDES

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, na manhã desta terça-feira (15), durante sessão remota, o Projeto de Lei 2.926/2021, de autoria do Poder Executivo, que autoriza o Governo do…

Doria cita Ruy como opção para Governo, mas tucano mantém foco na pandemia

O governador de São Paulo, João Doria, do PSDB, em entrevista ao programa Frente a Frente, da TV Arapuan na noite de ontem, segunda-feira (14) elencou qualidades e defendeu, publicamente,…