Por pbagora.com.br

Com a constatação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do aumento da expectativa de vida, onde já existem 14,5 milhões de brasileiros com mais de 60 anos, a sociedade médica está cada vez mais dedicada em difundir a prevenção de doenças cardíacas.

De iniciativa da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI), está sendo realizado durante esta semana, na Câmara dos Deputados, a campanha “Jovens Corações” que conta com o apoio do deputado federal Hugo Motta (PMDB-PB).

Estudante de medicina, Hugo Motta afirmou que não poderia deixar de apoiar um evento tão importante, “primeiro por se tratar de um tema bastante relevante para todos nós e segundo por ser promovido pelo competente médico, amigo e paraibano Dr. Marcelo Queiroga, presidente da SBHCI, que sempre pode contar com nosso apoio aqui em Brasília”.

De acordo com o parlamentar, o evento visa difundir nova alternativa para o tratamento de Estenose Aórtica que consiste no Implante Transcateter de Valva Aórtica (TAVI). Conforme explicou Dr. Marcelo Queiroga a Estenose Aórtica nada mais é que o estreitamento da valva aórtica, acarretando em insuficiência cardíaca, dificuldades respiratórias e possivelmente morte súbita. “Hoje os tratamentos abrangem a troca valvar cirúrgica e o Implante Valvar Transcateter. Cerca de 30% dos pacientes não são elegíveis à cirurgia e a melhor alternativa é o implante.

No Brasil mais de 800 pessoas já realizaram o implante, uma técnica aprovada pela Anvisa, Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira”, explicou Queiroga.



Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…