Por pbagora.com.br

Em entrevista ao programa Rede Verdade
da TV Arapuan, o deputado destacou que os protestos feitos por todo o Brasil
contra a PEC 37 foram iniciados por delegados da Polícia Federal e Polícia
Investigativa para garantir que só a polícia possa investigar.

 

“Eu sempre fui contra, acho eu não
precisamos aprovar a PEC, mas formatar em lei complementar um processo de
investigação para dar não só suporte ao Ministério Público e à polícia, mas
disciplinar e ordenar a investigação que seja transparente, eficaz e dê o
direito do contraditório a quem está sendo investigado”, explica.
 

Para Manoel Júnior, atualmente se tem
receio das investigações de afogadilho que expõe o cidadão e depois para
corrigir o erro é tarde porque a pessoa já está maculada.

 

“A PEC 37 obviamente será rejeitada, com
certeza não passará no Congresso”, garante.

  
Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: a eleição em João Pessoa e o tom do ‘eu sei o que vocês fizeram no verão passado’

“Em uma pequena cidade costeira, quatro adolescentes atropelam e supostamente matam um desconhecido. Com medo das consequências deste acidente, decidem se livrar do corpo e o jogam no mar. A…

Durante visita de Bolsonaro a CG, Bolinha ataca Bruno: “Quer surfar na popularidade do presidente”

A passagem meteórica do presidente Jair Bolsonaro por Campina Grande nesta quinta-feira (01) causou um clima tenso entre os prefeitáveis da Rainha da Borborema. Enquanto Bruno Cunha Lima estava junto…