No depoimento do diretor da Cruz Vermelha do Brasil, Daniel Gomes,  ele revelou ao Ministério Público um esquema de ‘rachadinha’ do salário da chefe de gabinete da deputada Estela Bezerra na Assembleia Legislativa da Paraíba.

Ainda segundo o depoimento do delator, Mayara Martins, que era chefe de gabinete de Estela, foi contratada para ser secretária-geral da Cruz Vermelha na Paraíba e após isso repassava o salário que recebia na ALPB para a deputada.

Daniel ainda declarou que foi procurado por Mayara, que teria lhe dito que continuava com o cargo na Assembleia Legislativa, no entanto, o dinheiro que ela recebia como salário por esse cargo era devolvido para a deputada Estela.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito de Patos estende isolamento social na cidade até 19 de abril

Por meio do decreto n°14/2020, publicado ontem (05), o prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, prorrogou por mais 15 dias o decreto n°10/2020 que estabelece as medidas para enfrentamento da…

Efraim quer desburocratização de créditos e proteção de empregos e empresas

A bancada do Democratas esteve reunida em conferência virtual com o ministro Paulo Guedes, da Economia. Durante três horas, foi feita uma profunda avaliação do cenário econômico do Brasil, as…