Na tarde desta sexta-feira (20), a defesa do ex-governador Ricardo Coutinho protocolou junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) seu pedido de habeas corpus. Ricardo foi preso na madrugada desta sexta-feira, após a expedição de mandado de prisão expedido do âmbito da Operação Calvário.

Entre os argumentos apresentados, a defesa alega que Ricardo não tem relação com a atual gestão estadual e destaca o desentendimento entre ele e o atual gestor, o governador João Azevêdo.

De acordo com o site do STJ, o processo de julgamento do pedido de habeas corpus ainda não possui relatoria.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Fatores que prejudicaram muito o bom desempenho da gestão de João Azevêdo

O governador João Azevêdo não teve muita sorte neste primeiro momento do seu mandato, de modo que, com certeza, não terá como fazer uma gestão dentro das expectativas dos paraibanos…

Presidente do PSD/CG ainda paquera com prorrogação de mandato

Titular de mandato, o vereador João Dantas, que também é o atual presidente do PSD em Campina Grande, não esconde o desejo de ver o adiamento das eleições desse ano…