Futura presidente teria solicitado a Michel Temer que inclua a matéria na pauta de votações

Diante dos apelos da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) para que a Câmara não vote a chamada PEC 300 – que estabelece piso salarial nacional para policiais e bombeiros -, representantes da categoria prometem intensificar as mobilizações.

O deputado federal da Paraíba, Major Fábio (DEM), revelou que vai fazer um pronunciamento cobrando a conclusão da votação da PEC 300.

O Capitão Assumção (PSB-SC) confirmou a realização de novas manifestações em Brasília. “Novas mobilizações poderão acontecer para que Temer se comprometa com a votação. Vai ser uma grande batalha”, disse Assumpção, referindo-se ao vice-presidente eleito e presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP).

Segundo nota divulgada hoje na coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a presidente eleita Dilma Rousseff fez ontem (8) um apelo ao vice-presidente para que a Casa não aprove a PEC 300.

De acordo com o jornal, “para a petista, a aprovação do piso salarial para policiais e bombeiros teria o efeito de ‘abrir a porteira’, deflagrando onda de pressão para que sejam apreciados outros projetos multiplicadores dos gastos públicos”.

O texto-base foi aprovado no último dia 6 de julho, mas falta a análise dos destaques e a votação em segundo turno para que a proposta seja enviada ao Senado.

Com Congresso em Foco

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Especialista revela como partidos podem aumentar interesse de jovens pela política

Que é de suma importância à renovação política no Brasil, todos brasileiros já concordam. Entretanto, quando tratamos do assunto, devemos nos basear em uma premissa fundamental para que se efetive…

Ciro Gomes abre portas do PDT para João e diz que RC ainda é uma grande força

Após Marina Silva (Rede), mais um ex-presidenciável manifestou interesse de contar com o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), em seu partido. Agora foi a vez de Ciro Gomes, do…