Por pbagora.com.br

Em entrevista à imprensa paraibana, a deputada estadual Cida Ramos (PSB), que recentemente teve seu nome envolvida na crise interna do seu partido, como sendo uma das responsáveis pela desunião interna, argumento esse levantado pelo líder do partido o deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB), anunciou que, ainda nesta semana a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga os casos de feminicídio vai iniciar uma série de audiências com os secretários de Segurança Pública, de Desenvolvimento Humano, das Mulheres e da Educação para finalmente entrar na fase dos trabalhos mais voltados a investigações sobre o aumento dos casos de feminicídio na Paraíba.

“Esse momento é um dos mais importantes e nele também vamos incluir representações dos movimentos feministas, testemunhas e agressores que se encontram no sistema carcerário”, disse Cida que á a presidente da CPI, ao garantir que a comissão está trabalhando e que nos próximos dias também viajará pelo interior do Estado, fazendo reuniões naquelas regiões que, como a Grande João Pessoa, registram maior número de feminicídios.

“Esse problema é muito antigo, é histórico, sabemos disso, mas é preciso considerar que, antes, a mulher era mais acuada”, comentou a deputada do PSB, ao justificar a vinda dos secretários de estado para a série de audiências.

 

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João pondera sobre retomada de aulas presenciais e elenca fatores de risco

“Ainda não é hora de voltar as aulas presenciais na Paraíba”. A declaração é do governador João Azevêdo (Cidadania), que justifica seu posicionamento como necessário para salvaguardar a vida dos…

Eleições 2020: PMCG tem pelo menos dez pré-candidaturas no páreo

A menos de três meses das eleições, a disputa pela prefeitura de Campina Grande já conta com pelo menos dez pré-candidaturas à sucessão municipal, mas nem todas  deverão se viabilizar…