Em entrevista à imprensa paraibana, a deputada estadual Cida Ramos (PSB), que recentemente teve seu nome envolvida na crise interna do seu partido, como sendo uma das responsáveis pela desunião interna, argumento esse levantado pelo líder do partido o deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB), anunciou que, ainda nesta semana a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga os casos de feminicídio vai iniciar uma série de audiências com os secretários de Segurança Pública, de Desenvolvimento Humano, das Mulheres e da Educação para finalmente entrar na fase dos trabalhos mais voltados a investigações sobre o aumento dos casos de feminicídio na Paraíba.

“Esse momento é um dos mais importantes e nele também vamos incluir representações dos movimentos feministas, testemunhas e agressores que se encontram no sistema carcerário”, disse Cida que á a presidente da CPI, ao garantir que a comissão está trabalhando e que nos próximos dias também viajará pelo interior do Estado, fazendo reuniões naquelas regiões que, como a Grande João Pessoa, registram maior número de feminicídios.

“Esse problema é muito antigo, é histórico, sabemos disso, mas é preciso considerar que, antes, a mulher era mais acuada”, comentou a deputada do PSB, ao justificar a vinda dos secretários de estado para a série de audiências.

 

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Unânime: CMJP aprova voto de aplauso a João por competitividade da PB

Por unanimidade, o plenário da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou, na manhã desta quarta-feira (23), Voto de Aplauso ao governador da Paraíba, João Azevedo (PSB), pela posição da…

Bancada acolhe solicitações de emendas para o LOA 2020 de obras estruturantes na PB

De acordo com o coordenador da bancada da Paraíba no Congresso Nacional, deputado Efraim Filho (DEM/PB), na reunião de ontem (22), o colegiado decidiu por obras estruturantes. “As prioridades de…