O deputado Luiz Couto (PT-PB) ocupou a tribuna da Câmara Federal, ontem, para agradecer o apoio que tem recebido por causa das acusações feitas pelo ex-policial militar, Luiz Quintino de Almeida Neto, a respeito de suposto assédio sexual.

"Agradeço as pessoas e as organizações, ONGs e Centros de Direitos Humanos, que estão manifestando solidariedade à minha pessoa pelas calúnias, difamação e injúria de um celerado da Paraíba que tem diversos crimes praticados — num deles, inclusive, já foi processado e julgado em todas as esferas — e, infelizmente, não foi ainda preso, e que encaminhou calúnias contra mim".

O parlamentar disse que já acionou a sua assessoria jurídica e que vai processar "aqueles que assim vêm agindo, e mostrar os que estão por trás dos que usam dessa difamação e calúnia, dessa situação que nós não podemos aceitar".

"Forjar denúncias é um crime. Espero que aqueles que deram guarida a essas informações repensem, porque os que agem de má-fé, que fazem comentários desairosos contra a minha pessoa, nós vamos para a Justiça para interpelá-los porque queremos que a justiça se realize", acrescentou.

Luiz Couto ressaltou que não vão impedi-lo de continuar combatendo os grupos de extermínio e os policiais envolvidos em ações de violência e corrupção. "Não contentes em tentar me matar fisicamente – outros querendo também me destruir politicamente – agora querem atingir a minha honra através de calúnias, difamação e injúria", completou.

PB Agora 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: PSB-PB terá comissão provisória nacional para “remediar” conflito interno

“A diferença entre o remédio e o veneno é a dose”. Assim concluiu, certa vez, Paracels, médico e físico do século XVI. E a afirmação percorreu séculos de forma incólume,…

Lula pede que STF compartilhe as conversas da Vaza Jato

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentou nesta terça-feira (13) um habeas corpus para que o ministro do STF Alexandre de Moraes divulgue as conversas em…