Com a meta de lançar de 10 a 12 candidatos a governador na eleição do próximo ano, o PSB vai realizar o primeiro ato político da campanha estadual de 2014 com a presença do governador Eduardo Campos (PSB) e da ex-senadora Marina Silva (PSB), líder da Rede Sustentabilidade. O evento irá acontecer em Salvador, no dia 19 de dezembro, com o lançamento da pré-candidatura da senadora Lídice da Mata (PSB-BA) ao governo da Bahia. Nos estados onde não vai apresentar um nome do partido, o PSB irá disputar em coligações com outras forças políticas e tenta ainda lançar a ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon, para o Senado.

 

A estratégia é de montar palanques em todo país para dar sustentação à virtual candidatura de Eduardo a presidente da República. Atualmente, o PSB governa cinco estados (Pernambuco, Espírito Santo, Amapá, Paraíba e Piauí). Em outubro, o partido perdeu o comando do Ceará, com a saída do governador Cid Gomes, hoje no Pros. Ele não aceitou a decisão da sigla de entregar os cargos que ocupava no governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e ter uma candidatura própria.

 

No processo de construção do projeto de disputar a eleição presidencial, a união com Rede acabou embolando o meio de campo nas articulações para montar novas alianças. Uma delas seria com o Democratas. O PSB contava com o apoio do deputado federal Ronaldo Caiado (DEM/GO) para fechar uma possível parceria com o DEM. O parlamentar, no entanto, acabou desistindo do papel de interlocutor por conta de divergências com Marina Silva.

 

Agenda

Antes do evento de Salvador, Eduardo e Marina cumprem agenda no Rio de Janeiro, onde, segundo o secretário-geral do PSB, Carlos Siqueira, vai acontecer, no dia 23 de novembro, um encontro com o segmento cultural da cidade. “Será uma reunião com artistas que querem se engajar ao nosso projeto e outros interessados em entrar no partido”, destacou Siqueira.

 

O governador Eduardo Campos cumpre agenda oficial na Alemanha e Inglaterra, enquanto Marina Silva tirou alguns dias para cuidar de questões pessoais. Na ausência deles, os integrantes da Rede e do PSB discutem o “acordo programático”, a proposta do eventual programa de governo que está sendo construído pelos dois partidos.

 

“Depois do encontro que aconteceu em São Paulo, o debate está sendo feito nos estados. Em seguida, iremos promover encontros nas cinco regiões do país”, antecipou o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Sérgio Xavier.

 



Diário de Pernambuco

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Seleção empata contra Nigéria e mantém sequência de quatro jogos sem triunfo

A Seleção Brasileira empatou em 1 a 1 mais um amistoso, neste domingo (13), contra o time da Nigéria. O jogo aconteceu em Singapura, às 9h de Brasília. Com o…

Deputada estadual exonera assessor acusado de assédio

A deputada estadual Doutora Paula (PP) exonerou um de seus assessores, após ele ser acusado de assédio sexual e de divulgar nas redes um vídeo íntimo da mulher assediada. O…