Por pbagora.com.br

O Cidadania não viu com bons olhos o apoio do deputado estadual Dr. Érico ao candidato Juiz Ramonilson (Patriota), na disputa pela Prefeitura Municipal de Patos. O partido, ao qual o deputado é filiado,  firmou parceria com o Republicanos, e apoia a candidatura de Nabor Wanderley.

Nabor e Érico são deputados estaduais e atuam na bancada governista na Assembleia.

Acontece que o Cidadania determinou que seus filiados devem seguir a orientação de parceria com o Republicanos. A determinação foi contrariada por Dr Érico.

Em nota, o Diretório do Cidadania em Patos criticou a ação de Dr Érico e destacou que o parlamentar feriu “as determinações aprovadas em convenção pelo Partido Cidadania” e acrescentou que os “interesses pessoais não podem ficar à frente do coletivo”. No entanto, para Dr Érico, a decisão de apoiar Ramonilson foi “madura e programática, compartilhada por milhares de irmãos e irmãs patoenses“.

O Cidadania não descarta levar o caso para a comissão de ética do partido, podendo , gerar a exclusão do Dr Érico da legenda.

Dr. Érico chegou a ser pré-candidato a prefeito , mas dias depois, optou por desistir da candidatura.

Confira nota do Cidadania na íntegra:

No último sábado (10), Dr. Érico emitiu uma nota anunciando o apoio a Ramonilson Alves, uma decisão que chamou de  

O Cidadania deve 

Confira a nota da íntegra, assinada por Adolpho Sousa Crispim, presidente do Cidadania em Patos:

O partido Cidadania vem por meio desta Nota repudiar a postura incoerente do filiado deputado estadual Dr. Érico, que contrariou as decisões do partido na cidade de Patos e a orientação da Executiva estadual.

O deputado Érico, em nota, declarou apoio à candidatura do Partido Patriota, ferindo as determinações aprovadas em convenção pelo Partido Cidadania, atendendo decisão tomada pelo partido no Estada em apoiar o nome do deputado Nabor Wanderley para prefeito de nossa cidade.

Antes de tomarmos esta decisão em apoiar Nabor, vale lembrar que o nosso partido deu total apoio a Dr Érico para sua candidatura, porém, em carta aberta, o mesmo desistiu sem qualquer justificativa lógica dias depois de ter se reunido e recebido o apoio do governador João Azevêdo, frustrando as expectativas do eleitorado e o crescimento do partido em nossa cidade.

Reafirmamos que o deputado tem responsabilidades com o povo que o elegeu e também com a legenda que lhe deu abrigo e possibilitou sua chegada à Assembleia, fato que não teria ocorrido pelo partido ao qual estava filiado antes de entrar no Cidadania (antigo PPS). Tais responsabilidades são elos que jamais poderiam ter sido quebrados. Pois interesses pessoais não podem ficar à frente do coletivo, principalmente quando exercemos cargos eletivos.

Adolpho Sousa Crispim
Presidente do Cidadania em Patos PB

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Geraldo defende aquisição de vacinas independentemente da origem e deposita crença na conscientização da população

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, defendeu a aquisição das vacinas que primeiro forem disponibilizadas, independentemente da origem de fabricação. A declaração ocorre na mesma semana que o…

Presidente do TRE/PB pede bom senso de candidatos e eleitores com pandemia

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, José Ricardo Porto, voltou a cobrar bom senso, não apenas de partidos e candidatos como também de eleitores nessa reta final de…