Na manhã desta quinta-feira (12) a Comissão de Constituirão e Justiça (CCJ) da ALPB retomou as discussões acerca do projeto de Reforma da Previdência da Paraíba que culminou com bate boca entre parlamentares durante a reunião de ontem (11) e com a suspensão por parte da Justiça da votação aprovada em caráter urgente no plenário da Assembleia.

Na reunião de hoje estiveram presentes representantes de diversas categorias a exemplo do Fisco, da Saúde, dos Militares, da Educação, UEPB, entre outros.

A oposição cobra cumprimento do prazo para apresentação de emendas, que é de cinco dias e acusa os governistas de atropelarem o regimento.

“A judicialização da matéria não é nada pessoal. Nós só queremos que o texto siga os trâmites legais da Casa” declarou a deputada Camila Toscano.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF denuncia prefeita na Paraíba por desvio de recursos da Funasa

Além de Silvana Fernandes Marinho, também foram acusados o chefe de gabinete do município, Samuel Marinho, e o engenheiro Sérgio Araújo O Ministério Público Federal (MPF) na 5ª Região ofereceu…

Veja traz que Governo Bolsonaro vasculha contratos da Globo com celebridades

A coluna Radar da revista Veja, trouxe na sua coluna desta sexta-feira (17), que  alvo de ameaças de Jair Bolsonaro, a Globo está no centro de uma forte fiscalização da…