Na manhã desta quinta-feira (12) a Comissão de Constituirão e Justiça (CCJ) da ALPB retomou as discussões acerca do projeto de Reforma da Previdência da Paraíba que culminou com bate boca entre parlamentares durante a reunião de ontem (11) e com a suspensão por parte da Justiça da votação aprovada em caráter urgente no plenário da Assembleia.

Na reunião de hoje estiveram presentes representantes de diversas categorias a exemplo do Fisco, da Saúde, dos Militares, da Educação, UEPB, entre outros.

A oposição cobra cumprimento do prazo para apresentação de emendas, que é de cinco dias e acusa os governistas de atropelarem o regimento.

“A judicialização da matéria não é nada pessoal. Nós só queremos que o texto siga os trâmites legais da Casa” declarou a deputada Camila Toscano.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cabo Gilberto bate de frente com orientação de isolamento e cobra reabertura do comércio

Deputado Cabo Gilberto cobra retorno gradativo do comércio em Mangabeira: “Mudem essas ações” Na contramão das recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do próprio Ministério da Saúde, o…

Galdino defende unificação das eleições e uso do fundo partidário no combate a Covid-19

Focado em concentrar forças em ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, defendeu o adiamento das eleições municipais para o ano…