Por pbagora.com.br
 
 

Na manhã desta sexta-feira (05), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) rejeitou o projeto de Lei de autoria do deputado Jutay Meneses (Republicanos), que classifica as igrejas e templos de qualquer culto religioso como atividade essencial no Estado.

Por conta da decisão da CCJ o texto não vai a plenário para ser apreciado pela Casa Epitácio Pessoa.

A justificativa é que sobretudo neste momento de alta de casos da covid-19 na Paraíba, as pessoas não devem promover aglomerações para evitar a contaminação pela doença.

A decisão da comissão da ALPB diverge da feita pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), que aprovou durante sessão ordinária nessa quinta-feira (4), um PL que classifica as atividades religiosas como essencial.

Na capital porém a medida ainda precisa da sanção do prefeito Cícero Lucena.

PB Agora

 
 
Notícias relacionadas

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…