Unidade. Foi essa a palavra em destaque na primeira reunião do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) com a base aliada depois do afastamento do tucano do governo do Estado, realizada na noite desta segunda-feira (2) na casa do ex-governador Ronaldo Cunha Lima (PSDB), em Camboinha. O grupo registrou presença de praticamente toda a bancada na Assembléia Legislativa, com exceção dos deputados Aguinaldo Ribeiro (PP), que foi representado pelo pai, o deputado federal Enivaldo Ribeiro, Ricardo Marcelo (PSDB) e Ricardo Barbosa (PSDB), todos com assuntos de saúde para resolver.

O grupo resolveu elaborar uma nota de solidariedade ao ex-governador e reafirmou o compromisso de manter-se na oposição ao governador José Maranhão (PMDB). Cássio agradeceu a todos os parlamentares e anunciou que fará um pronunciamento público à população da Paraíba até a próxima sexta-feira. Para isso, recorrerá a emissoras de rádios, portais e jornais.

Na reunião, Cássio agradeceu o gesto do senador Cícero Lucena que ofereceu a presidência do PSDB paraibano para o ex-governador. Mas declarou que ainda reflitirá sobre o assunto. Ele falou em 2010 e disse que o próximo governador da Paraíba “passará pelo grupo caso ele permaneça unido”.

Na próxima quinta, o ex-governador pretende sentar com o presidente do DEM na Paraíba, senador Efraim Morais, para avaliar qual a posição do democrata a respeito da unidade do grupo.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Petista diz que decisão favorável a RC ‘coloca ordem na casa’

O presidente do diretório estadual do PT, Jackson Macêdo, considerou em entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa, que a manutenção da liberdade do ex-governador Ricardo Coutinho pelo…

Defesa de RC ainda não decidiu se recorrerá das medidas cautelares

A decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que, por 4×1, manteve em liberdade o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho lhe impôs medidas cautelares. No entanto, a defesa do ex-gestor…