Por pbagora.com.br

Lideranças do PSDB em âmbito regional e nacional prestigiaram, neste sábado (21), o Encontro Regional do partido em Maceió (AL).

 

Em um clima de festa da militância, os tucanos discutiram novos caminhos e criticaram o abandono da região pelo governo federal. Entre os representantes da delegação paraibana estavam os senadores Cássio Cunha Lima e Cícero Lucena, o deputado federal Ruy Carneiro, o vereador Bruno Cunha Lima, e o prefeito de Guarabira, Zenóbio Toscano.

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) avaliou que encontros como esse têm a função objetiva de permitir que o partido comece a pensar o Brasil e construir um discurso, alinhado estrategicamente.

“Temos que gastar menos com o governo, para que possamos investir mais nas pessoas. Essas diferenças entre PT e PSDB têm que ser mostradas, apontadas e discutidas. Qual é o modelo de Brasil que nós queremos? Quem muda o Brasil são os brasileiros”, afirmou.

 

Segundo o senador paraibano, o "Nordeste quer um novo Governo Federal após 2014. Estamos esquecidos", disse.

Já o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes (SP), salientou que a imagem do nordestino submisso, que abaixava a cabeça ao coronelismo político, já não corresponde à realidade.

“Acima de tudo, o Brasil e o Nordeste precisam de um novo governo, liderado pelo PSDB. Um governo que realize os nossos sonhos e leve o Brasil para frente”.

O ex-governador do Ceará, Tasso Jereissati, lembrou ainda que as ações marqueteiras do executivo ignoram os problemas do sertanejo: “Como a seca que é uma realidade dramática na maioria dos municípios do semiárido.”

“O governo é completamente dirigido pelo agente de propaganda, de publicidade, e não por um realizador de obras ou prestador de serviços públicos. Infelizmente, os valores brasileiros e nordestinos estão destroçados. O que vale é a esperteza”, disse.

Presente ao evento, o economista Gustavo Maia Gomes, ex-diretor do Ipea e professor da UFPE, listou “projetos nominalmente privados com orçamento predominantemente público”: a Transnordestina, a transposição do São Francisco e a refinaria Abreu e Lima, como símbolos do descaso petista com a população.

 

“Há muito o que fazer, e é preciso que nos precavenhamos quanto ao excesso de discursos que não viram realidade. Obras precisam ser tocadas, no tipo de desenvolvimento eficaz para que os benefícios cheguem aos nordestinos”, completou.

 

 

 PB Agora com Assessoria

Notícias relacionadas

Em 20 dias de mandato, Léo Gadelha já apresentou 16 proposituras na Câmara

O deputado federal Leonardo Gadelha, do PSC, tomou posse no mandato na Câmara em 31 de março  e em apenas 20 dias de mandato já protocolou 16 propostas legislativas. A…

PSOL critica pressa de Hugo Motta para privatizar Empresa de Correios

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, criticou hoje a iniciativa do deputado federal Hugo Mota (Republicanos/PB) de pedir urgência para a apreciação de PL 591/2021 que propõe a privatização…