Por pbagora.com.br

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) disse que não está em seus planos assumir a presidência nacional do partido, como vem sendo propagado e cogitado por lideranças tucanas. Ele revelou ontem, em entrevista a um programa da capital, que houve apenas uma lembrança de seu nome para a liderança da legenda, assim como houve a citação do nome do senador Antônio Anastasia, que também já declinou da indicação.

 

Cunha Lima defende o nome do governador eleito de São Paulo, João Dória, pelos méritos que teve na disputa eleitoral deste ano e por ser o melhor nome para comandar o partido. Além disso, reafirmou que vai iniciar um novo ciclo de sua vida, quando encerrar o mandato como senador no final de janeiro, na iniciativa privada, atuando como advogado e consultor Legislativo em Brasília.

 

Cássio avaliou o mandato de quase oito anos como senador, ressaltando, que representou com muita honra a Paraíba nos últimos anos. “Sem falta modéstia, eu fiz um mandato atuante, me destaquei nacionalmente. Eu era uma voz da Paraíba que o País ouvia, eu falava pela Paraíba e o Brasil escutava”, afirmou.

 

O senador destacou ainda, que nesse período de atuação no Senado trouxe recursos para os municípios paraibanos e para o Governo do Estado. “Na semana passada liberei mais de R$ 10 milhões só para o atendimento à saúde de diversas cidades, além dos recursos que já foram repassados para obras importantes que foram realizadas pelo Governo do Estado e teve a minha participação, entre elas a do Hospital Dom José Maria Pires, em Santa Rita, e a triplicação da estrada de Cabedelo”, declarou.

 

Dentre as obras que tiveram seu empenho durante o mandato como senador, Cássio citou a Transposição das águas do Rio São Francisco. “Lutei, me empenhei, e conquistei junto com os outros integrantes da banca federal”.

 

Redação

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Campina limita funcionamento de bares, restaurantes e lojas de conveniência

A prefeitura de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, confirmou que haverá redução no horário de funcionamento de bares e restaurantes do município. A medida acontece em razão do avanço…

Pesquisador analisa efeito do fim das coligações que deve extinguir siglas

As eleições municipais do ano passado marcaram o fim das coligações entre partidos para a escolha dos vereadores. A medida, estabelecida pela emenda constitucional 97/2017, enfraqueceu e até representar o…