Caos na emissão de notas fiscais digital da PMJP segue provocando transtorno em empresas

Segue sem uma explicação oficial o problema no suporte na emissão de notas fiscais digital da prefeitura municipal de João Pessoa.

Nesta terça-feira (29) completa exatos 14 dias que os contribuintes se deparam com o transtorno e são obrigados a se deslocar, pessoalmente, até a sede do Centro Administrativo Municipal (CAM) para garantir a emissão das notas fiscais e a consequente realização dos pagamentos. Esse procedimento, no entanto, está gerando estresse e perda de tempo, já que alguns contribuintes reclamam de esperar até quatro horas para serem atendidos.

Uma das empresas que necessita emitir notas fiscais digital encaminhou um email a reportagem do PB Agora, nesta manhã, relatando o transtorno e cobrando providências das autoridades competentes. No desabado, a secretaria da empresa relata o impasse e reclama da falta de informações oficiais da PMJP sobre o problema.


VEJA O DEPOIMENTO.

A Respeito da Pane da emissão das notas fiscais de serviço da P M de João Pessoa, tenho muito o que reclamar:


Trabalho numa empresa que esta entre as 50 que mais pagam impostos ( ISS ) do Município. trabalhamos única e exclusivamente com órgãos público, Locação de Softwares ( sistemas de contabilidade pública, folha de pagamento, Tesouraria, Tributos e por aÍ vai ). Estamos no mercado a mais de 20 anos e nunca, desde a fundação desta empresa, passamos por um "perrengue " desta natureza.


De quem é a culpa? Não sabemos, mais o que posso dizer é que sem faturar notas não conseguiremos receber e aí o que faremos, impostos tem de ser pagos, Água, Luz, Funcionários, e tantas outras despesas.


Não temos a quem recorrer. Ninguém resolve!


Estamos há quase 20 dias neste dilemae vejo todo mundo reclamando, mas será que nossos apelos não estão chegando aos ouvidos do Prefeito? Será que ele faz ideia do montante de dinheiro que não entrará nos cofres públicos este mês?

Nós prestadores de serviços estamos entregues a própria sorte.
Será que o Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado, Imprensa…" e agora quem poderá nos socorrer?"

Para completar não temos acesso às notas geradas pelo sistema anterior. O que eu acho um absurdo!

*********

Para tentar minimizar o problema, a prefeitura montou uma central de atendimento no auditório do CAM para tentar atender aos inúmeros contribuientes que recorrem pessoalmente ao CAM para emitirem suas notas.

Até agora o Secretário de Finanças, Fábio Guerra, não deu nenhuma resposta, já que está na China, realizando um curso no exterior.

Nesta manhã o portal PB Agora recebeu a informação de que a empresa anterior não levou nenhum banco de dados, como vem sendo preconizado como justificativa para o transtorno.

"Acreditamos que o problema é nessa nova empresa que não está conseguindo dá o suporte necessário para prestar o serviço", lamentou um contribuiente.

 

Márcia Dias

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado explica motivos de críticas e nega afastamento político do prefeito Romero Rodrigues

Após formular críticas a gestão municipal por meio das redes sociais, o deputado federal Julian Lemos (PSL) afirmou que continua apoiando a administração do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues…

Wallber Virgulino é denunciado por homofobia e exposição de menores

Presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Paraíba, Tárcio Teixeira protocolou uma denúncia de homofobia e exposição de adolescentes contra o deputado Delegado Wallber Virgolino. Segundo o líder partidário,…