A Paraíba o tempo todo  |

Câmara autoriza Prefeitura a contratar empréstimo com o Banco de Brasília para calçar 500 ruas

Foto: Assessoria
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O valor pode chegar a R$ 100 milhões, obrigatoriamente destinados a obras de drenagem e pavimentação

Em votação realizada nesta terça-feira (9), a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou um projeto de lei que autoriza o Poder Executivo a contratar financiamento junto ao Banco de Brasília até o valor de R$ 100 milhões. Os recursos devem ser investidos, obrigatoriamente, em obras de drenagem e pavimentação. A estimativa é que 500 ruas sejam calçadas através desse empréstimo. Os vereadores já haviam autorizado a contratação de outros R$ 100 milhões junto à Caixa Econômica Federal com o mesmo objetivo.

“Para além das mil ruas que serão calçadas através dos financiamentos aprovados por esta Casa, temos a pavimentação de outras 200 vias previstas no orçamento. É a maior obra de calçamento que esta cidade já viu. Já foram assinadas 49 ordens de serviço e as obras iniciadas”, destacou o líder da situação, vereador Bruno Farias (Cidadania).

“A Prefeitura está trabalhando de maneira impessoal e objetiva para melhorar a mobilidade urbana da Capital e trazer dignidade e cidadania para a população pessoense. As obras não preveem apenas a drenagem e pavimentação de ruas, trata-se de um conjunto de ações que incluem a padronização de calçadas, um programa de arborização, instalação de lâmpadas de LED e piso tátil, entre outras”, reforçou o líder.

Os parlamentares presentes na votação reforçaram que o calçamento de ruas é uma das maiores reivindicações da população, e que a execução das obras previstas vai trazer inúmeros benefícios sociais. “Eu vislumbro dias mais dignos para a população, que durante muito tempo esperou por essas obras. Além de melhorias na infraestrutura e mobilidade, essa é uma ação de saúde pública, pois onde não há drenagem e esgotamento as pessoas adoecem”, defendeu o vereador Tarcísio Jardim (Patriota).

Critérios

O vereador Coronel Sobreira (MDB) reforçou a importância de adotar critérios imparciais na definição das ruas que serão calçadas prioritariamente. “Ruas que já constam como calçadas e não estão, rotas de ônibus, vias já saneadas são critérios importantes que serão adotados. A população precisa tomar conhecimento disso para acompanhar”, alertou.

“Os critérios que serão utilizados são muito importantes. Por exemplo, ruas que já têm um pedaço calçado e precisam ser concluídas; vias por onde circulam ônibus; ruas que possuem equipamentos públicos como postos de saúde, escolas, igrejas; bairros que têm poucas ruas pra zerar o calçamento serão prioridades”, elencou a vereadora Eliza Virgínia (Progressistas).

Assessoria CMJP

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe